Investigação contra Gerárd Depardieu por estupro é encerrada por falta de provas

Agência - Reuters

Procuradores franceses disseram que não conseguiram sustentar as alegações de uma atriz

O ator Gerárd Depardieu em fevereiro de 2016.

O ator Gerárd Depardieu em fevereiro de 2016. Foto: Stefanie Loos/Reuters

O ator Gérard Depardieu, de 70 anos, que foi acusado de estupro e agressão sexual em 2018, pode estar a salvo do caso. Procuradores franceses encerraram a investigação contra ele por falta de provas, informou a procuradoria nesta terça-feira, 4.

Em um comunicado, o órgão alegou que os investigadores não puderam sustentar as alegações, que foram prestadas por uma atriz de 22 anos.

O ator, que deixou de residir na França em 2012 por conta da alta carga tributária que pagava, negou "categoricamente qualquer agressão sexual e estupro", afirmou seu advogado ao canal de televisão BFMTV na época da acusação.

Segundo fontes judiciais, a promotoria de Paris assumiu a investigação em 29 de agosto depois que o órgão de Aix-en-Provence, onde a denúncia foi recebida dois dias antes, "se desvinculou" das investigações.

Segundo o canal FranceInfo, a acusadora é uma jovem atriz e escritora que trabalhava em um projeto literário sobre uma personalidade do cinema de quem Depardieu é próximo.

Um dos atores franceses mais rentáveis, Depardieu participou de mais de 170 filmes ao longo de sua carreira e ganhou reconhecimento internacional em 1990 com seu papel na comédia Green Card - Passaporte para o Amor.