Internada há nove meses, Vanusa segue em tratamento contra depressão

Redação - O Estado de S.Paulo

Além disso, cantora, sucesso nos anos 1970, luta contra dependência química, segundo jornal

Vanusa em seu apartamento no bairro de Santa Cecilia

Vanusa em seu apartamento no bairro de Santa Cecilia Foto: Gabriela Bilo / ESTADÃO

A cantora Vanusa segue internada há nove meses para tratar de dependência química e depressão, em São Paulo. A informação foi dada pelo filho dela, Rafael Vannucci, ao jornal Extra. Esta é a mais longa internação dela.

Vanusa fez sucesso com muitas músicas nos anos 1970, entre elas Manhãs de Setembro e Sonhos de um Palhaço. Ao longo da carreira, gravou 23 discos e vendeu mais de três milhões de cópias. 

Em maio do ano passado, a cantora foi internada pela terceira vez em uma clínica de reabilitação para tratar da depressão e da dependência química. De acordo com o filho, ela emagreceu 30 quilos e não estava conseguindo ter uma vida saudável. 

Em seguida, prosseguiu: "A depressão dela vem de 15 anos pra cá, e vem piorando. Minha mãe é uma pessoa forte, muito guerreira, muito batalhadora, mas hoje ela precisa dessa ajuda. Enquanto ela decidir lutar pela vida dela, eu vou estar aqui lutando também. Eu e minha família achamos melhor interná-la novamente, sem prazo de saída. Vai ser um tratamento longo, ela vai passar por uma bateria de exames, ser avaliada. Peço a Deus que a ilumine e dê forças."

A segunda internação de Vanusa havia ocorrido em agosto de 2017. Na época, segundo Rafael, ela foi internada para combater uma depressão severa e um vício em calmantes.

Assista o vídeo de Rafael Vannucci sobre a saúde da cantora: