Influenciador digital Bomtalvão contou com a ajuda do pai para aumentar a rede de seguidores

Beatriz França - Especial para o Estadão

Robertinho de Pina, que é motorista de aplicativo, divulgava o filho para todos que entravam no seu carro; conheça a trajetória de Lucas Montalvão, que produz vídeos humorísticos sobre situações do dia a dia

O influenciador Bomtalvão fala sobre criação de conteúdo, processo de autoaceitação como LGBT+ e a importância de acreditar em seus sonhos.

O influenciador Bomtalvão fala sobre criação de conteúdo, processo de autoaceitação como LGBT+ e a importância de acreditar em seus sonhos. Foto: Arquivo pessoal

"Acho que sonhar move muito a gente porque se pararmos de desejar as coisas, a vida não tem sentido. Acho que é muito importante a gente não deixar nem aquele sonho que parece tão distante. O mais importante é ter esperança dentro da gente porque é isso que faz ter força pra levantar da cama e realizar nossos sonhos."

É assim que Lucas Montalvão ou Bomtalvão, como é conhecido nas redes sociais, enxerga a realização do seu sonho de viver com a criação de conteúdo. 

Na internet desde 2015, ele tem mais de um milhão de seguidores no Instagram e TikTok, e investe em vídeos humorísticos, trazendo situações do dia a dia com uma pitada de bom humor. 

 

 

"Foi só em 2021 que meus conteúdos começaram a viralizar e eu comecei a ser um pouco mais reconhecido. Sempre foi meu sonho e quando consegui alcançar mais pessoas, eu ficava sem acreditar. Achava que isso seria impossível depois de tanto tempo. Até hoje eu não acredito que aconteceu e está acontecendo. Tô meio assustado e feliz ao mesmo", diz o criador de conteúdo ao relembrar o início de sua carreira na internet.

Engana-se quem pensa que Bomtalvão sempre se dedicou à internet. Na verdade, o influenciador fez faculdade de direito e chegou até a estagiar na área, mas sabia que essa não era a sua vocação.

"Eu fiz a faculdade mais para ter uma segurança e um diploma, porque meus pais sempre falavam que estudo era muito importante. Mas, eu tranquei a faculdade no quinto período e depois voltei. Terminei a faculdade, fiz estágio e tudo, mas sabia que não era pra mim", fala.

O criador de conteúdo fala que se tinha uma coisa que ele sonhava, essa coisa era mudar-se para São Paulo e fazer sua vida na "capital onde tudo acontece". Mas sua primeira tentativa deu errado e precisou voltar para sua cidade natal, Anápolis, em Goiás. Depois foi para Florianópolis com seu marido, João Filipe, e lá eles fizeram de tudo menos trabalhar 100% com a internet.

"Eu fazia os conteúdos na internet por hobbie porque já trabalhei com tudo. Já fui até atendente em lojas de roupas. Fomos sem nada para Florianópolis para tentar a vida lá. Meu marido descarregava caminhão e eu procurava emprego, ia ser caixa de supermercado. Eu 'botei' minha cara a tapa e fui tentando a vida, até chegar em 2021, quando tudo mudou", relembra.

Um dos primeiros vídeos que viralizou no perfil de Bomtalvão foi onde ele mostrou mensagens fofas que recebia do pai, Robertinho de Pina, que é motorista de aplicativo e divulgava o filho para todos que entravam no seu carro. No vídeo, Robertinho manda um áudio para Lucas Montalvão contando que tinha levado duas seguidoras dele na última corrida. 

"Ele sempre falava para os seguidores dele que tinha um filho 'famoso' e me divulgava. Esse vídeo teve mais de 200 mil visualizações. No áudio ele falava que tinha conseguido seguidores pra mim e alguns sites começaram a repostar, e logo foi chegando mais pessoas no meu perfil", diz.

 

 

No Mês do Orgulho LGBT+, Bomtalvão relembra como foi se assumir para sua família. Com uma irmã lésbica, o criador de conteúdo conta que seus pais já estavam preparados para esse tipo de assunto e que teve o apoio deles a todo momento.

"Eu me assumi para os meus pais com 21 anos e eles foram uns fofos. Meu pai precisou de um dia quietinho, digerindo as informações, mas eles nunca me recriminaram. Tive muita sorte com a minha família porque desde meus avós, tios, tias, todos me apoiaram. Acho que o processo de aceitação pra mim foi mais difícil do que pra eles", fala.

Nas redes sociais, além dos seus vídeos de humor, Bomtalvão também compartilha seu dia a dia ao lado do marido - que também cria conteúdo para a internet. Ele conta que mostrar seu relacionamento trouxe muitas mensagens de pessoas que se identificam com ele e alguns até pedem conselhos. 

"É muito estranho estar do outro lado porque eu sempre me inspirei nas pessoas e hoje tem gente que se inspira em mim. Isso me deixa muito feliz, mas muito assustado também. Muitas pessoas me pedem conselhos, até algumas mães que me seguem pedem ajuda. Então isso me deixa muito feliz", diz.

 

 

Muita coisa mudou desde que Bomtalvão começou a criar conteúdo para a internet e alcançar milhões de seguidores. Ele finalmente realizou o sonho de morar em São Paulo junto com o marido, conhecer outros países e proporcionar uma vida melhor para sua família - até seu pai, Robertinho de Pina, tem investido nas redes sociais.

 

 

"Sempre tive muitos sonhos desde criança, por exemplo, sair do País, ir morar em São Paulo... E eu sabia que pra fazer tudo isso eu precisaria trabalhar, porque minha família não teria condições. Sabia que dependia do meu esforço e hoje, vendo que depois de tanto perrengue e sofrimento que passei com meu marido, nós conseguimos, é algo surreal. A ficha não cai, sabe?", fala.

Bomtalvão aproveita o espaço para deixar uma mensagem a todos que sonham em trabalhar com a internet ou, simplesmente, realizar coisas que acreditam ser "impossíveis". 

"Se eu lutei por sete anos e consegui, as pessoas também conseguem. Se eu, que vim do interior de Goiás, consegui... Então é possível. A Anitta tá aí para provar isso, que tem espaço pra todo mundo", diz.