Homem que invadiu casa de Rihanna é acusado de perseguição e vandalismo

Redação - O Estado de S.Paulo

Eduardo Leon pulou a cerca da casa da cantora e permaneceu no local por 12 horas, até que um assistente da artista o viu e chamou a polícia

Homem invadiu casa de Rihanna em Los Angeles e permaneceu lá por 12 horas. Ele nega as acusações.

Homem invadiu casa de Rihanna em Los Angeles e permaneceu lá por 12 horas. Ele nega as acusações. Foto: AP Photo/John Carucci

Autoridades dizem que o homem que entrou na casa de Rihanna em Hollywood Hills e passou 12 horas lá foi preso acusado de perseguir a cantora, que não estava em casa no momento.

Procuradores de Los Angeles disseram que Eduardo Leon, de 26 anos, foi acusado judicialmente na última segunda-feira, 14, pelos crimes de perseguição, roubo e vandalismo, e ainda pela contravenção penal de resistência à prisão.

Ele compareceu ao tribunal e negou todas as acusações. De acordo com os policiais, Leon pulou uma cerca e invadiu a casa de Rihanna no dia 9 de maio. Um assistente de Rihanna o viu e chamou a polícia.

Com informações da Associated Press