Homem mumifica mãe para continuar recebendo ajuda estatal

Agências - AFP

Austríaco manteve a senhora de 89 anos mumificada por mais de um ano

Policia da provícia de Tirol, na Áustria

Policia da provícia de Tirol, na Áustria Foto: REUTERS/Stringer

O corpo de uma senhora morta há mais de um ano e mumificada por seu filho, que queria continuar recebendo seus benefícios sociais, foi encontrado em Tirol, na Áustria, informou a polícia nesta quinta-feira, 9. 

"As investigações revelaram que esta mulher de 89 anos morreu em junho de 2020 e o homem de 66 anos manteve seu corpo para continuar a se beneficiar do auxílio", explicaram as forças de segurança em um comunicado. 

O suspeito, que vivia com sua mãe perto de Innsbruck, admitiu durante sua prisão que congelou o corpo para evitar odores e absorveu os fluidos corporais com bandagens. 

"Em seguida, ele cobriu o corpo com areia de gato e finalmente o corpo foi mumificado", disse à emissora ORF o agente Helmut Cufler, chefe da unidade policial especializada em fraudes sobre benefícios sociais.

Quando seu irmão visitou a casa e perguntou sobre sua mãe, que sofria de demência e tinha contato com poucas pessoas além dos filhos, o suspeito respondeu que ela havia sido hospitalizada. 

O auxílio foi recebido por meio de cheque postal e quando um novo carteiro pediu para ver a beneficiária, seu filho recusou. O carteiro então desconfiou e reportou os fatos. 

A múmia foi descoberta no último sábado. A polícia acusa o suspeito dos crimes de fraude sobre benefícios sociais e ocultação de cadáver.