'Há muita ignorância no trato com pessoas depressivas’, diz padre Fábio de Melo

Redação - O Estado de S.Paulo

Religioso, que já passou por uma depressão, fez um desabafo em seu Instagram

Durante crises de pânico, Fábio de Melo chegou a pensar em desistir de ser padre.

Durante crises de pânico, Fábio de Melo chegou a pensar em desistir de ser padre. Foto: Globo/Mauricio Fidalgo/Divulgação

O Padre Fábio de Melo recordou nesta sexta-feira, 27, a síndrome de pânico e a depressão que enfrentou no ano passado. “Foi o pior momento da minha vida. Aprendi muito com tudo o que vivi”, revelou em postagem no seu perfil do Instagram.

Ele criticou o descaso que muitas pessoas têm pelos distúrbios mentais, ao acharem que são apenas de uma questão de superação. “Há muita ignorância no trato com pessoas depressivas. É comum escutar que é frescura, exagero, falta do que fazer. Só quem sofre sabe”, disse. “Tristeza não é doença, mas quando se estende no tempo, pode ser. É preciso estar atento à duração dela em nós”, completou. 

 

 

Em abril, o religioso confessou, durante o programa Mariana Godoy Entrevista, que pensou muitas vezes na própria morte durante sua crise de depressão. “Eu pensei em morrer muitas vezes, em deixar de fazer tudo que faço, em acabar com tudo o que eu tinha iniciado. É impressionante como o pânico retira o chão da gente”, falou à apresentadora.