Greta Thunberg vira personagem de conto de fadas infantil

Patrizia Vacalebri - Agência Ansa

O livro mostra a sueca tentando salvar uma floresta que está 'ameaçada pelas atividades dos gigantes'

A ativista das mudanças climáticas Greta Thunberg discursa no protesto 'Fridays for Future' ('Sextas-feiras pelo futuro') em Turim, na Itália, em 13 de dezembro 

A ativista das mudanças climáticas Greta Thunberg discursa no protesto 'Fridays for Future' ('Sextas-feiras pelo futuro') em Turim, na Itália, em 13 de dezembro  Foto: Guglielmo Mangiapane/ Reuters

A jovem ativista sueca Greta Thunberg, de 16 anos, se tornou uma personagem de um conto de fadas ilustrado para crianças. O livro infantil mostra a sueca tentando salvar uma floresta que está "ameaçada pelas atividades dos Gigantes".   

Intitulado de Greta e os Gigantes, o livro foi escrito por Zoe Tucker e ilustrado por Zoe Persico. A compra da publicação está vinculada a uma doação para a ONG Greenpeace Itália.   

O livro ainda apresenta aos jovens leitores "algumas sugestões para ajudá-los" a combater as mudanças climáticas. Entre as dicas contidas na obra, está uma que sugere que eles consigam obter o "máximo de informações " sobre o tema, além de outra incentivando os jovens a andarem mais a pé ou de transporte público.   

A adolescente de 16 anos foi escolhida pela revista norte-americana Time como "Personalidade do Ano" de 2019. Thunberg é a líder de um movimento global de estudantes contra as mudanças climáticas. Ela ganhou destaque internacional depois de iniciar protestos semanais do lado de fora do Parlamento da Suécia e inspirar milhões de jovens a lutarem pelo clima às sextas-feiras na campanha "Fridays For Future".   

Capa do livro 'Greta e os Gigantes'

Capa do livro 'Greta e os Gigantes' Foto: Divulgação

A sueca já fez pronunciamentos em diversos eventos internacionais como o Fórum Econômico Mundial e a Conferência pelo Clima da ONU. No entanto, ela foi alvo de críticas por líderes como o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que a chamou de "histérica", e o chefe de Estado brasileiro, Jair Bolsonaro, que denominou Greta de "pirralha".