Globo é criticada por cena com gato preto torturado em 'Supermax'

- O Estado de S. Paulo

ONG fez abaixo-assinado online que já conta com quase 30 mil assinaturas

Gato aparece sendo torturado na série. 

Gato aparece sendo torturado na série.  Foto: Reprodução/Youtube

Após lançar um vídeo de divulgação de Supermax, nova minissérie de terror, a Globo está sendo criticada por uma cena na qual um gato preto é amarrado pelas quatro patas e torturado. 

Defensores dos direitos dos animais alegam que a cena faz apologia à violência e banaliza os maus-tratos contra os bichos. A ONG Associação Natureza em Forma chegou a fazer um abaixo-assinado para pedir à emissora que a cena seja excluída. Até o fim da tarde de segunda-feira, 19, havia quase 30 mil assinaturas de apoio. A meta é de 35 mil. 

“Uma cena, ainda que ficcional, mostrando qualquer animal sendo torturado e/ou morto é, a nosso ver, uma banalização da violência que pode, inclusive, incitá-la”, diz o abaixo-assinado. “Gatos pretos são especialmente sujeitos a maus-tratos, devido a superstições e preconceito. Eles não precisam que uma rede de TV mostre imagens de tortura como se fosse entretenimento.”

Supermax tem estreia prevista para a próxima terça-feira, 20. A atração vai se passar em um presídio abandonado na Amazônia, onde uma espécie de reality show reunirá participantes que enfrentarão perigos diversos.

Confira o trailer da série: