Funcionário pede R$ 3 milhões de Taylor Swift por venda de casa

Redação - O Estado de S.Paulo

Homem trabalhava em imobiliária e afirma que sua comissão foi deixada de fora no fechamento do negócio

Taylor Swift

Taylor Swift Foto: Danny Moloshok/Reuters

A cantora Taylor Swift está sendo acusada de ter dado calote no funcionário de uma imobiliária Douglas Elliman, da cidade de Nova York, nos Estados Unidos. Ela teria deixado de pagar um milhão de dólares, o equivalente a R$ 3,1 milhões, de comissão pela venda de uma de suas propriedades em Manhattan.

O funcionário, cujo nome não foi revelado, reclama que a empresa que representa a cantora o excluiu do fechamento do contrato de compra de uma propriedade no bairro de Tribeca, em outubro de 2017, de acordo com o New York Post.

O homem pede 1,08 milhão de dólares na Justiça, o que seria equivalente a 6% do preço de venda do local. 

* Com informações da agência EFE.