Foto de Fernando Gomes, colaborador do ‘Aqui na Band’, é usada para extorquir mulheres

Camila Tuchlinski - O Estado de S.Paulo

Quadrilha nigeriana já teria conseguido milhões com imagem de neurocirurgião, que anuncia que também teve passaporte falsificado por criminosos

O neurocirurgião Fernando Gomes, colaborador do programa 'Aqui na Band'.

O neurocirurgião Fernando Gomes, colaborador do programa 'Aqui na Band'. Foto: Divulgação

A foto e as publicações do neurocirurgião Fernando Gomes estão sendo utilizadas por uma quadrilha nigeriana especializada em extorquir mulheres.

Ele é livre docente de Neurocirurgia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e colaborador do programa Aqui na Band, na TV Bandeirantes.

Os criminosos usam imagens do neurocirurgião para seduzir mulheres e convencê-las a depositar uma determinada quantia em dinheiro na conta da quadrilha. 

A notícia foi veiculada no jornal espanhol El Mundo no sábado, 19.

Em entrevista para a reportagem do E+, o neurocirurgião explica como ficou sabendo do roubo de identidade. “Através das minhas redes sociais oficiais. Pessoas e amigos perceberam os perfis fakes e receberam solicitações de amizade. Depois, recebemos o contato dos jornalistas do El Mundo quando a notícia chegou até eles”, explica o neurocirurgião.

Fernando Gomes também já foi colunista do programa Encontro com Fátima Bernardes, da TV Globo.

 

 

Fernando Gomes ressalta que o roubo de sua identidade na internet é uma violência contra todos que usam a rede social.

“Essa violência não é só contra mim, mas contra todos os meus seguidores e, além de roubarem dinheiro, roubam a confiança, a segurança e a sensação amorosa que meus seguidores têm comigo. É um lado extremamente negro da rede social - a qual cuido com muito carinho e atenção sempre”, avalia.

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Como está seu coração? ❤️

Uma publicação compartilhada por Dr. Fernando Gomes (@drfernandoneuro) em

 

No ano passado, quando o neurocirurgião começou a perceber esses perfis fakes, fez um boletim de ocorrência com a ajuda da assessoria jurídica dele. 

“Notificamos o Instagram e também o Facebook, assim como nossos seguidores a bloquear e denunciar esses perfis. Soube que essa quadrilha da Nigéria já conseguiu quase meio milhão de euros utilizando meu nome e imagino que isso esteja acontecendo ao redor de todo o mundo. Com a ajuda da polícia e da mídia, estamos tentando uma força tarefa para orientar essas mulheres que estão sendo ‘seduzidas’ pela minha imagem para que não caiam nesses golpes”, alertou.

Nesta segunda-feira, 21, o médico publicou no Instagram uma foto dele em um passaporte falso. “Será que eu vou precisar ficar mais famoso que o Tom Cruise para que ninguém caia nesta rede de scammers? Por favor, avisem todas as pessoas que puderem”, pediu Fernando Gomes.