'Foi muito difícil tornar pública a violência contra mim', diz Luiza Brunet

Redação - O Estado de S.Paulo

Atriz participou de um evento organizado pela Editora Globo e falou sobre a agressão que sofreu de Lírio Parisotto

Luiza Brunet voltou a falar sobre as agressões que sofreu do ex-namorado, Lírio Parisotto, durante a palestra Violência Contra a Mulher, parte do evento Elas Por Elas, promovido pela Editora Globo, no Rio, na manhã deste sábado, 1º de abril

"Foi muito difícil tornar pública a violência contra mim. Meu limite aconteceu no dia 21 de maio do ano passado, quando dei o 'stop', e mesmo sabendo da especulação gigantesca que eu enfrentaria, não desanimei. Depois, vi que muitas mulheres se encorajaram e fizeram a denúncia também como eu fiz. Dar voz a estas mulheres foi grandioso", disse.

Segundo o site da revista Quem, Luiza não deu novos detalhes sobre o fato, uma vez que o processo que move contra o ex corre sob segredo de Justiça. Mas afirmou que o episódio que a motivou denunciar Lírio não foi o primeiro.

"Tive que me proteger. Já havia acontecido algumas vezes antes episódios de agressão e voltei de Nova York decidida a denunciar. Estou feliz por ter denunciado e muito orgulhosa de mim mesma de ter feito isso, de ter vencido o medo", comentou.