Fernanda Lima desabafa sobre maternidade real: 'Diversas chamadas durante a madrugada'

Redação - O Estado de S.Paulo

Apresentadora é mãe de gêmeos e da pequena Maria, frutos do relacionamento com Rodrigo Hilbert

Fernanda Lima, Rodrigo Hilbert e a filha 

Fernanda Lima, Rodrigo Hilbert e a filha  Foto: Instagram/@fernandalimaoficial

"A difícil missão de ser mãe ou cuidadora nas madrugadas". Assim começa o desabafo de Fernanda Lima sobre maternidade real nas redes sociais nesta quinta-feira, 30. A apresentadora do GNT compartilhou o vídeo de uma mulher anônima que aparece em uma cama, no quarto, tentando fazer os filhos dormirem.

Primeio, a mãe atende ao chamado de um bebê. Minutos depois, o outro filho aparece no quarto, também precisando de atenção. A dedicação da mulher para com as crianças durante a madrugada comoveu internautas. As imagens foram compartilhadas anteriormente pelo pediatra Daniel Becker.

Fernanda Lima se identificou com a situação e relatou uma experiência pessoal dela com a pequena Maria e, antes, com os gêmeos João e Francisco, frutos do relacionamento com Rodrigo Hilbert

"Tentei fazer tudo certo com a hora do sono dos meus bebês gêmeos, mas foi pesado e difícil até os 8 anos de um deles, que mesmo dormindo sozinho, levantava para me chamar todas as noites. Dessa vez com a neném, também resisti ao “deixa chorar que ela aprende a dormir” e cá estou eu, entrando no segundo ano dela tendo que dormir longe do marido para atender as diversas chamadas dela durante as madrugadas e virando um zumbi durante o dia", descreveu.

A apresentadora reconheceu que a situação está melhorando e que repara que os estímulos durante o dia determinam muito a qualidade do sono do bebê. "Pois essa noite ela fez algo que nunca tinha feito. Acordou chorando e seguiu por uns 10 minutos (que pareciam 45 minutos às 3h). Sem deixar que eu encostasse nela, muito brava, dizia que queria “passear na rua”. Normalmente ela faz isso com Rodrigo quando ele tenta dormir com ela, até ele não conseguir mais contê-la e me entregar a criança. Pois ontem pensei: 'o fim da linha é aqui pois não tenho pra quem entregá-la já que ela só dorme comigo'. Respirei fundo e falei: 'Estou aqui, tá tudo bem, agora é hora de dormir, não de passear na rua. Abraça aqui a mamãe'. E nada adiantou", disse.

Fernanda Lima relata que contou o tempo do choro da filha: "Ela já estava quase rouca e eu quase derretida. Todos os sentimentos passam na cabeça: raiva, cansaço, vontade de chorar, pena… mas respirei fundo novamente e tentei puxar ela pra mim. Dessa vez, já exausta, ela não resistiu. Abracei, ela se aconchegou no meu peito e ainda soluçando pegou no sono. Fiquei ali uns 30 minutos sentindo o coraçãozinho dela disparado e agarrada naquele corpinho tão frágil e cheio de atitude. Hoje será mais um dia de uma mãe se arrastando pelas tabelas, mas com uma leve sensação de que fiz a coisa certa".

A apresentadora contou que quem iria levar a filha para a escola seria Rodrigo Hilbert, assim, ela conseguiria dormir um pouco mais. Fernanda Lima também estimulou as seguidoras mamães a compartilharem suas histórias. "Se você, mãe ou cuidadora, está se sentindo sozinha, cansada e precisando de ajuda, de troca, de informação, ou mesmo uma palavra de apoio, comente aqui sua situação e vamos juntas nos apoiar", concluiu.

Assista ao vídeo: