Fernanda Gentil fala de saudade do filho após 3 meses separados

João Pedro Malar* - O Estado de S.Paulo

‘Tenho sentido um buraco’, comentou a jornalista em uma publicação feita no Instagram

A jornalista Fernanda Gentil com os dois filhos, Lucas e Gabriel

A jornalista Fernanda Gentil com os dois filhos, Lucas e Gabriel Foto: Instagram / @gentilfernanda

A jornalista e apresentadora Fernanda Gentil publicou na quarta-feira, 25, uma declaração para o seu filho mais velho, Lucas, de 12 anos, em que falou sobre a saudade que sente dele. O menino está morando com seu pai, em outro estado, por causa da pandemia do novo coronavírus há cerca de três meses.

Lucas é filho de uma tia de Fernanda Gentil. A apresentadora passou a criá-lo desde pequeno após a morte da mãe. Seu outro filho, Gabriel, é fruto do seu casamento com Matheus Braga, que acabou em 2016.

Fernanda publicou uma foto em que Lucas aparece ao lado do outro filho da jornalista, Gabriel, de quatro anos. “Saudade mortal de ver vocês assim, sem nenhum espaço entre um e outro. De te esmagar num abraço até você pedir arrego”, comentou ela.

“Há três meses te prometo todos os dias a mesma coisa, e agora tá começando mais um em que vou te dizer de novo: ao primeiro sinal de que eu posso cruzar esses estados todos sem correr risco de me contaminar e transmitir pra você, a primeira coisa que eu vou fazer, é embarcar pra te ver”, reforçou Fernanda.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Saudade mortal de ver vocês assim, sem nenhum espaço entre um e outro. De te esmagar num abraço até você pedir arrego. De admirar sua covinha por horas e horas sem nem você entender o motivo do meu olhar. Saudade física, daquelas que irrita a pele, tira o ar e dói o peito. Aliás, saudade foi o que senti um dia de alguém ou alguma coisa... por você, desde que tudo isso começou e não conseguimos nos ver pessoalmente, tenho sentido um buraco. Há 3 meses te prometo todos os dias a mesma coisa, e agora tá começando mais um em que vou te dizer de novo: ao PRIMEIRO sinal de que eu posso cruzar esses estados todos sem correr risco de me contaminar e transmitir pra você, a PRIMEIRA coisa que eu vou fazer, é embarcar pra te ver. Sem nem pensar, calcular ou negociar. Não tenha dúvidas, eu te prometo com a minha palavra, olhando no seu olho, assim como fazemos nas nossas conversas de vídeo. Meu otimismo me lembra sempre que ainda bem que isso tudo aconteceu com você assim, grandinho, conseguindo entender a gravidade de tudo; assim fica mais fácil justificar a demora pra gente se encontrar. Mas nunca foi tão cansativo ser otimista, porque o resto todo é muito difícil, e muita coisa é impossível - o mais impossível é não pensar em você a cada minuto. Rezo todas as noites pra isso tudo acabar logo pelos motivos óbvios e urgentes; diminuir o número de casos, zerar o número de mortes, comércio voltar, desemprego cair, fome sumir.... mas, se me permite um motivo com um pingo de egoísmo, eu confesso: rezo pra tudo isso acabar logo também pra eu voltar a sentir o ar entrando pelos meus pulmões enquanto meu coração transborda de felicidade. E isso só acontece quando você tá nos meus braços. Te amo mais que tudo!

Uma publicação compartilhada por Fernanda Gentil (@gentilfernanda) em

“Rezo para tudo isso acabar logo também pra eu voltar a sentir o ar entrando pelos meus pulmões enquanto meu coração transborda de felicidade. E isso só acontece quando você tá nos meus braços. Te amo mais que tudo!”, concluiu a apresentadora.

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus 

*Estagiário sob supervisão de Charlise Morais