Fátima Bernardes lamenta morte da avó do namorado, Túlio Gadêlha

João Pedro Malar* - O Estado de S.Paulo

A apresentadora e o deputado federal publicaram homenagens para Nadir, que morreu na noite de domingo, 15

Fátima Bernardes com o namorado Túlio Gadêlha e a avó dele, Nadir, em 2018.

Fátima Bernardes com o namorado Túlio Gadêlha e a avó dele, Nadir, em 2018. Foto: Instagram / @tulio.gadelha

A apresentadora Fátima Bernardes lamentou a morte da avó de Túlio Gadêlha, Nadir, em uma publicação nesta segunda-feira, 16. O deputado federal, que namora a apresentadora desde 2017, também homenageou a avó, que morreu no domingo, 15.

“Logo percebi a paixão dela pela família e por ver todos bem e por perto. Que dona Nadir descanse em paz e continue olhando por todos que ama”, disse Fátima, que publicou o registro do primeiro encontro dela com a avó do namorado.

Túlio também publicou uma foto ao lado da avó, que chamou de “querida e amada”. “Não nos deixou. Nunca nos deixará. Nem nunca a esqueceremos. Ela estará sempre em nossos corações”, disse ele.

 

Fátima também comentou a publicação do namorado, elogiando a relação dele com a avó: “Um amor tão lindo o seu por ela e ela por você. Isso é mesmo para sempre. Fica gravado na alma”. 

Alguns dias antes, em 8 de março, Túlio fez uma publicação em que revelou que a avó estava com câncer, já em metástase, e havia completado 85 anos de idade em 28 de fevereiro. Ainda no post, o deputado falou sobre a carreira da avó, que foi agente de polícia e delegada. “Ela continua linda, forte e amável. E é essa a imagem que eu sempre guardarei comigo de vovó Nadir”, concluiu ele.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Minha referência de mulher é ela, minha avó. Mãe solo, de oito filhos que conciliava a casa, a família, os estudos e o trabalho. Foi professora, foi agente de polícia, foi delegada. Defensora dos Direitos Humanos, já deu voz de prisão ao próprio colega agente, quando descobriu que ele havia agredido um detento. Foi delegada da Mulher, foi premiada internacionalmente. Pequenininha mas forte, durona e amável. Estive hoje à tarde e a noite com ela, que há alguns dias completou 85 anos. Não estava como eu gostaria de vê-la. Estava com 30 kg, em uma cama de hospital, com seu câncer já em fase de metástase. Me reconheceu, sorriu para mim, ela sempre sorri. Logo meus olhos enchem de lágrimas. Segurava em sua mão enquanto a observava. Ela continua linda, forte e amável. E é essa a imagem que eu sempre guardarei comigo de vovó Nadir. . P.s.: Foto da minha formatura em Direito, em 2012 . #felizdiainternacionaldamulher #pracegover . Foto: Túlio está curvado, olhando para foto, com o braço direito sob os ombros de sua avó, Dona Nadir. Ela está sentada, usando um lindo vestido azul escuro com um lenço ou um véu... Bem, um pano bem bonito e delicado enrolado nela. Tulio está com aquela mesma cara normal de sempre, só que dessa vez sem barba, sem óculos e de cabelo cortado, parece gente. Ela carrega um olhar sereno e um leve sorriso de Monalisa em seus lábios. Tulio usa uma gravata prata, uma camisa branca com uma rosa vermelha no bolso do terno, que graças a Deus, não é azul, é preto. Essa é uma foto bem interessante.

Uma publicação compartilhada por Túlio Gadêlha (@tulio.gadelha) em

*Estagiário sob supervisão de Charlise Morais