Ex-mulher de Armie Hammer se manifesta sobre denúncias

Redação - O Estado de S.Paulo

'Estou chocada', diz Elizabeth Chambers, mãe de 2 filhos do ator

Armie Hammer no Prêmio Spirit de Filmes Independentes, em fevereiro de 2019

Armie Hammer no Prêmio Spirit de Filmes Independentes, em fevereiro de 2019 Foto: Danny Moloshok/ Reuters

Elizabeth Chambers, ex-mulher de Armie Hammer, acusado de estupro e canibalismo, decidiu se posicionar sobre as denúncias e revelou estar chocada com as declarações.

"Há semanas venho tentando processar tudo o que aconteceu. Estou chocada, com o coração partido e devastada. Estou ouvindo e continuarei a ouvir e me educar sobre esses assuntos delicados. Eu não percebi o quanto eu não sabia", escreveu no Instagram. Ela ficou casada com o ator por dez anos, de 2010 a 2020.

Chambers declarou seu apoio às vítimas de abusos. "Apoio qualquer vítima de agressão ou abuso e exorto todos que já passaram por essa dor que busquem a ajuda de que precisam para se curar".

Mãe de dois filhos de Hammer, de seis e três anos, a ex-mulher do ator não pretende falar mais sobre o assunto. "Meu foco e atenção continuam nos nossos filhos, no meu trabalho e na cura durante esse período incrivelmente difícil", escreveu. "Obrigado por todo o amor e apoio, e agradeço antecipadamente por sua contínua bondade, respeito e consideração por nossos filhos e por mim enquanto encontramos maneiras de seguir em frente", concluiu Chambers. 

Após o vazamento anônimo  (via prints) de mensagens privadas nas quais ele, supostamente, detalhou algumas fantasias sexuais perturbadoras, o ator está perdendo trabalhos. "Eu preciso beber seu sangue" ou "Eu sou cem por cento canibal" são alguns dos desejos que Hammer supostamente escreveu, que em todos os momentos descreveu ações muito violentas.