'Eu não vivo de televisão', diz Roberto Justus ao voltar com 'O Aprendiz'

Ludimila Honorato - O Estado de S.Paulo

Apresentador negou que tenha sido demitido da Record; em março, estará à frente do reality de negócios na Band

Roberto Justus

Roberto Justus Foto: Band / Divulgação

Roberto Justus negou que tenha sido demitido da Record e afirmou que sua saída foi um acordo comum motivado também pela questão salarial. Ao falar com a imprensa nesta segunda-feira, 11, sobre a estreia de O Aprendiz na Band, em março, o apresentador elogiou a antiga emissora e o reality A Fazenda.

"Eu tinha um contrato que ia vencer e não foi renovado. É uma sensação menos ruim do que ser demitido. Todos os salários na emissora foram reajustados para baixo. Eu não vivo de televisão, tenho uma carreira consolidada. Então, enquanto a televisão me pagava algo que me interessava, estava muito bem. Quando acenaram uma renovação em padrões que não me interessavam [recusei]", disse o apresentador.

Ao sair da Record, Justus disse que resolveu comprar os direitos do programa O Aprendiz e foi para os Estados Unidos fazer as negociações. "Fui conversar com as emissoras e todas se interessaram. A Record, que é a emissora a quem eu devo tudo o que eu aprendi na televisão e tenho o maior carinho, quis fazer também. O SBT… Só não fui na Rede Globo de Televisão", contou.

Segundo ele, a Band "abriu as portas" para que ele produzisse o programa, que nesta edição vai contar com 18 influenciadores digitais na competição. "Nunca tive tanta liberdade para produzir conjuntamente um programa de televisão. Isso me deu muito mais gás, mais entusiasmo para fazer esse programa."

O apresentador disse que a saída dele foi melhor para ambas as partes. "Eles deram uma bela de uma economizada e eu vou fazer do meu jeito uma coisa que eu amo fazer", comentou e acrescentou que, na Band, a ideia é fazer mais três edições do reality de negócios.

No ano passado, Justus chegou a fazer algumas críticas à Record e ao reality A Fazenda. Nesta segunda-feira, ele voltou atrás e disse que tem "um carinho gigantesco pela emissora". "Agradeço demais. Só estou sentado hoje aqui com essa plateia de jornalistas e pessoas interessadas, só tenho esse prestígio porque fizemos um trabalho incrível na Record, eu não posso me esquecer disso. O programa [A Fazenda] sempre foi muito bem produzido, tenho um mérito de ter feito O Aprendiz [lá]", disse.

Questionado, ele fez uma breve análise sobre seu desempenho e de outros apresentadores à frente de programas. "Eu não vou ter o mesmo desempenho do Mion diante de A Fazenda. O perfil dele é mais adequado para aquele programa. Meu perfil é mais adequado para este. Esse programa nasceu comigo, foi difícil para o João [Doria] fazer. Ele não tinha o mesmo envolvimento que eu tenho. A Fazenda é a mesma coisa", explicou.

Ele ainda elogiou o reality da Record. "É um programa espetacular, maior do que o Big Brother Brasil em termo de produção. Eu assistia [A Fazenda] por minha causa, eu acompanho meu trabalho, mas não sou o público, não assisto esses programas", disse.

VEJA TAMBÉM: Conheça os participantes da nova edição de 'O Aprendiz'

Instagram/@albertosolon
Ver Galeria 18

18 imagens