'Eu não preciso mais do dinheiro', diz George Clooney sobre atuar

Redação - O Estado de S.Paulo

O ator afirma que agora concentra esforços em produzir filmes de roteiros que ele gosta

O ator George Clooney.

O ator George Clooney. Foto: Mario Anzuoni/Reuters

Sem atuar há quase um ano, quando fez Jogo do Dinheiro, o ator George Clooney admitiu que o trabalho como ator não é mais uma das suas prioridades, em entrevista ao jornal britânico The Sunday Times neste último domingo, 5. Pai de gêmeos e novo bilionário após vender uma destilaria de tequila por mais de US$ 1 bilhão (cerca de R$ 3,3 bilhões), Clooney agora quer focar em produzir e dirigir filmes.

“Eu atuei por muito tempo e agora tenho 56 anos, não tenho mais fôlego para fazer o papel do cara que fica com a mocinha”, disse. “Se surgir um papel ótimo, é claro que vou querer fazer, mas isso é raro nos dias atuais. Antigamente eu pagava as minhas contas por causa dos meus papéis, mas eu acabei de vender uma destilaria de tequila pela p**** de um bilhão de dólares, não preciso mais do dinheiro”, continuou.

“Se você olhar a minha filmografia nos últimos 15 anos, a maioria dos filmes só saíram por insistência minha. Ninguém queria fazer Boa Noite, e Boa Sorte, Conduta de Risco ou Amor Sem Escalas e eu lutei para eles saírem. Agora eu posso focar meus esforços exclusivamente em lutar para fazer os filmes que eu quero fazer”, falou Clooney.

Além disso, o ator também desmentiu os rumores de que estaria pensando em entrar para a política. “Eu sempre estive envolvido na política, meu pai concorreu para o Congresso norte-americano, mas eu acredito que posso ajudar mais como um mensageiro para os eleitores”, finalizou.