Escocês à solta: Sam Heughan na vida, no amor e em 'Outlander'

Cindy Pearlman, The New York Times - O Estado de S.Paulo

Desde a estreia da série, o ator de 35 anos vem tendo grande sucesso por sua atuação - e seu sotaque escocês e belo visual agressivo fizeram dele um símbolo sexual internacional

O que é que o astro de Outlander usa debaixo do kilt? Sam Heughan, intérprete de James Alexander Malcolm MacKenzie, o escocês das Highlands que é o herói romântico da popular série do canal Starz, vira os olhos.

"Pelo menos uma vez por dia me perguntam isso", diz Heughan rindo. "E em vários países. Você deve achar que nesta altura eu já tenha uma resposta pronta, mas não tenho."

Foi um ano agitado para o ator de 35 anos, cujo nome se pronuncia "Ríu-in. Desde a estreia de Outlander, a série baseada nos livros de fantasia best-sellers de Dana Gabaldon, ele vem tendo grande sucesso por sua atuação - e seu sotaque escocês e belo visual agressivo fizeram dele um símbolo sexual internacional. 

Não que ele concorde com a última parte. 

"Símbolo sexual? Não faço a menor ideia", responde com uma gargalhada. "Faço um bocado de sexo na série. Jamie é um personagem maravilhoso e vamos descobrir quem ele é realmente à medida que a história avança."

Sam Heughan interpreta Jamie Fraser na série 'Outlander'

Sam Heughan interpreta Jamie Fraser na série 'Outlander' Foto: Starz

A segunda temporada de Outlander estreia no Starz em 9 de abril. Os 13 capítulos ansiosamente aguardados são baseados no segundo dos oito livros em sequência de Dana Gabaldon, Dragonfly in Amber (Libélula conservada em âmbar).

Outlander gira em torno de uma enfermeira militar britânica, Claire Randall Fraser (Caitriona Balfe). Em 1945 ela é designada para a Escócia, onde retorna misteriosamente para o ano de 1743. Nas tumultuadas Highlands escocesas dessa época, ela é forçada a se casar - e depois se apaixona por ele - com Jamie, um jovem guerreiro apanhado no conflito entre os ingleses, os escoceses e os franceses aliados dos escoceses. 

Na segunda temporada, os amantes unidos por um capricho do tempo aparecem procurando refúgio na França, onde tentam se infiltrar na aristocracia e evitar a Batalha de Culloden, a qual Claire já sabe que terminará com a vitória dos ingleses e a morte da maioria dos amigos e entes queridos de Jamie. 

"Essa temporada é muito complexa, com muitas facetas", diz Heughan. "Na primeira metade, estamos nos salões de Versalhes, na ostentação parisiense. Jamie e Claire têm de aprender como funciona esse mundo novo francês."

Os fãs da Escócia, porém, não precisam se preocupar. Bem antes do fim da temporada, o casal voltará para enfrentar a guerra iminente entre os ingleses e os clãs escoceses. Não muitos personagens chegarão vivos ao final da temporada, cuja segunda parte "tem muita emoção", de acordo com Heughan.

A primeira parte reserva uma surpresa para os fãs do rude e agressivo Jamie. Na alta sociedade parisiense, o guerreiro escocês deverá apear do cavalo, tomar banho, barbear-se e vestir-se na última moda.

"Os parisienses leem, ouvem música e fumam charuto", explica Heughan, rindo. "Vão dar uma canseira em Jamie, que não está acostumado com essa vida."

"Os trajes desta temporada são deslumbrantes, verdadeiras obras de arte", diz o ator. 

Há um toque de comicidade na nova temporada de Outlander. Acostumados a ver Claire como um peixe fora d'água na primeira temporada, os espectadores verão agora Jamie em situação semelhante. "É claro que no começo fiquei aterrorizado", admite Heughan. "Cheguei ao set de filmagem com mangas bufantes e abotoaduras. Foi como se Jamie assumisse uma nova identidade."

"No entanto, ele ainda se mantém escocês", apressa-se a acrescentar. "O kilt é usado em vários capítulos."

A nova temporada também terá muita ação, promete Heughan. A série é conhecida por suas cenas de batalha - embora, Heughan admite, seu ferimento mais grave não tenha vindo dos combates. "Havia uma cena na primeira temporada em que Claire costura um ferimento de Jamie", recorda Heughan. "Caitriona procurou ser cuidadosa, mas acho que ela tentou costurar meu interior na parte de fora", ri o ator. 

"Minha atuação na cena foi muito realista, principalmente minha cara de dor", diz ele. "Fora isso, não me feri" (bate na madeira).

"Gosto muito da parte de ação da série, como cavalgar em pelo e lutar com espada. Lamento ter provavelmente ferido Caitriona mais vezes que o necessário."

A série se beneficia da química palpável entre Caitriona e Heughan. O ator não consegue explicar bem como é isso, mas ficou aparente desde que se encontraram pela primeira vez para os testes. "Lembro-me de que a agarrei num abraço de urso", diz ele rindo. "Por acaso, abracei tão entusiasmado que batemos as cabeças. Pensei que ela fosse me socar de volta".

Sam Heughan e Caitriona Balfe contracenam em 'Outlander'

Sam Heughan e Caitriona Balfe contracenam em 'Outlander' Foto: Starz

As cenas quentes de sexo entre Jamie e Claire levam os fãs ao frenesi. "São cenas bonitas", diz Heughan, "de duas pessoas tentando se conhecer. É uma relação de crescimento."

Mas nem todas as cenas de sexo são bonitas. A segunda temporada vai também abordar as consequências da cena de tortura de Jamie na primeira, na qual ele é capturado pelos ingleses e o capitão Jonathan Black Jack Randalll (Tobias Menezes) o violenta e quase mata numa cela. 

"O corpo de Jamie pode estar quebrado, ele está sempre se expondo ao perigo, mas isso é diferente", diz Heughan. "Black Jack mexeu com suas lembranças de Claire. Quando pensa nela, Jamie pensa no capitão. Ficaram cicatrizes mentais."

Criado em Galloway, Escócia, Heughan sempre quis ser ator. Formou-se na Real Academia Escocesa de Música e Drama em Glasgow. Estreou na televisão em Island at War. Sua vida mudou quando foi chamado para Outlander. Os fãs se reúnem em massa para assistir às filmagens. 

Heughan também se tornou alvo das colunas de fofoca. Há rumores de que ele e Caitriona estão namorando na vida real. Ele desmente: "Somos apenas bons amigos". /Tradução de Roberto Muniz