Elizabeth II se ausentará das tradicionais festas do jardim do palácio de Buckingham

Agências - AFP

A monarca tem reduzido suas aparições públicas devido a crescentes problemas de saúde

Rainha Elizabeth II na Festa Real no Jardim do Palácio de Buckingham, em Londres, em maio de 2019.

Rainha Elizabeth II na Festa Real no Jardim do Palácio de Buckingham, em Londres, em maio de 2019. Foto: Yui Mok/AP

LONDRES, REINO UNIDO - A rainha Elizabeth II, que nos últimos meses reduziu consideravelmente suas aparições públicas devido a crescentes problemas de saúde, não participará das tradicionais festas do jardim no Palácio de Buckingham nesta primavera - anunciou a casa real nesta quinta-feira, 5.

Em maio e em junho, costuma-se comemorar até três festas nos jardins de Buckingham e outra no Palácio de Holyroodhouse em Edimburgo (Escócia). Após dois anos de cancelamentos devido à pandemia, a primeira está prevista para a próxima semana. 

Um dos momentos mais glamourosos do calendário real, essas festas já reuniram mais de 1,45 milhão de convidados - reconhecidos por seus serviços ao país, ou às suas comunidades - desde que Elizabeth II subiu ao trono em 1952.

Este ano, porém, a monarca, que tem problemas de mobilidade, não estará presente, devendo "ser representada por outros membros da família real britânica", anunciou um porta-voz do palácio.

Após celebrar seus 96 anos de forma privada em 21 de abril em sua propriedade de Sandringham, no oeste da Inglaterra, a rainha retornou, recentemente, ao Castelo de Windsor, a 40 quilômetros a oeste de Londres, onde reside desde o início da pandemia.

Segundo uma tradição real que remonta ao século 18, o soberano britânico celebra seu aniversário em junho para aproveitar o bom tempo. 

Este ano, a celebração coincide com quatro dias de grandes festejos, de 2 a 5 de junho, com o "jubileu de platina", que marca seus 70 anos no trono.

 

Saúde da rainha

A saúde da rainha é motivo de preocupação desde que, em outubro, os médicos prescreveram-lhe repouso. A monarca passou uma noite hospitalizada para se submeter a "testes", cuja natureza não foi especificada. 

Desde então, uma dor nas costas e crescentes dificuldades para permanecer de pé e caminhar a fizeram-na cancelar vários compromissos.

Elizabeth II também teve covid-19 em fevereiro passado, o que, em suas palavras, deixou-a "muito cansada e esgotada". 

Foi vista em público pela última vez em 29 de março, na Abadia de Westminster, no centro de Londres, durante uma missa em homenagem a seu marido, príncipe Philip, falecido em 2021, aos 99 anos. 

Na semana passada, reuniu-se em privado com o presidente suíço, em Windsor. Recebeu-o sorridente e sem bengala.