‘É uma maravilha’, afirma Antonio Fagundes sobre jogo God of War

João Pedro Malar* - O Estado de S.Paulo

Em live, ator revelou que adora videogames e passou uma semana focado apenas em jogar a franquia

Antonio Fagundes revelou que passou uma semana jogando os jogos da franquia 'God of War'

Antonio Fagundes revelou que passou uma semana jogando os jogos da franquia 'God of War' Foto: YouTube / Reprodução I Instagram / @antoniofagundes

O ator Antonio Fagundes participou de uma live no Instagram da atriz Maria Zilda Bethlem na quinta-feira, 27, e revelou que é um grande fã de videogames. Falando sobre o tema, ele comentou que ficou “louco” enquanto jogava os jogos da franquia God of War.

“Eu adoro videogame, descobri com 60 anos de idade, fiquei louco com videogame, jogando desesperadamente”, comentou o ator, que tem 71 anos. Perguntado por Maria Zilda, Fagundes revelou que decidiu comprar um console para descobrir por quê seus filhos “gostavam tanto daquilo ali”.

“Aí comprei um aparelhinho, comprei o negócio e fiquei louco, fiquei quase uma semana sem dormir”, disse Fagundes, em referência ao primeiro jogo da franquia God of War, que mostra o guerreiro Kratos em busca de vingança contra os deuses da Grécia Antiga. Ele disse que a franquia “é uma maravilha”, e que depois de terminar o primeiro jogo ainda comprou as sequências para jogar.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

27/08/2020

Uma publicação compartilhada por Maria zilda bethlem (@mariazildabethlem) em

Falando sobre a relação entre a idade e a onda do lançamento de videogames nos últimos anos, o ator disse que achava que “tinha perdido esse trem, mas eu fiquei louco”. Ele ressaltou, porém, que sentiu um efeito negativo de passar tanto tempo apenas no videogame: uma dificuldade de se concentrar em outras atividades, como a leitura.

“Tira o foco da sua vida, você fica meio doido”, opinou Fagundes. Para ele, é importante tentar equilibrar o período para jogar, usar a internet ou ficar nas redes sociais, para evitar os efeitos negativos da tecnologia.

*Estagiário sob supervisão de Charlise Morais