Demi Moore tem cartão de crédito clonado e ladrão gasta R$ 652 mil antes de ser pego

Redação - O Estado de S.Paulo

David Matthew Read se passou pela atriz para obter o cartão e cometer a fraude

Demi Moore foi vítima de uma fraude em que um ladrão clonou seu cartão de crédito e gastou mais de R$ 652 mil antes de ser capturado

Demi Moore foi vítima de uma fraude em que um ladrão clonou seu cartão de crédito e gastou mais de R$ 652 mil antes de ser capturado Foto: Danny Moloshok/Reuters

A atriz norte-americana Demi Moore passou por uma situação chata no início de 2018: ela teve um cartão de crédito clonado e o ladrão gastou US$ 169 mil (cerca de R$ 652 mil) em compras antes de ser pego pelas autoridades federais dos Estados Unidos.

Segundo o site TMZ, David Matthew Read enviou um e-mail para a American Express se passando pela atriz e pedindo um novo cartão para substituir um que havia sido roubado. O site não tem informações de como Read conseguiu os dados pessoais de Demi ou como desbloqueou o cartão.

O FBI identificou o ladrão através de câmeras de lojas em Los Angeles e quando foi capturado pelas autoridades, em abril, admitiu a culpa no crime. Ele ainda está preso e aguardando julgamento na cidade californiana. O TMZ entrou em contato com os representantes da atriz, mas não obteve resposta.