Demi Lovato relembra soco em dançarina: 'Fui dedurada. Estava em apuros'

Redação - O Estado de S.Paulo

Em 'Simply Complicated', documentário sobre os bastidores de sua carreira, cantora falou sobre os detalhes da agressão à dançarina

No documentário 'Simply Complicated', Demi Lovato fala sobre os bastidores de sua carreira e detalha agressão a dançarina

No documentário 'Simply Complicated', Demi Lovato fala sobre os bastidores de sua carreira e detalha agressão a dançarina Foto: Instagram/@ddlovato

No documentário sobre os bastidores de carreira, Simply Complicated, lançado na terça-feira, 17, Demi Lovato fala abertamente de momentos polêmicos de sua vida, como o dia em agrediu Alex 'Shorty' Welch, uma de suas dançarinas. O episódio ocorreu em 2010, no Peru, durante a turnê internacional Time for Fun, que a ex-atriz da Disney fez junto aos Jonas Brothers. 

Depois de uma festa regada a álcool e drogas, Shorty contou aos empresários de Demi sobre o comportamento da cantora, que perdeu a cabeça e desferiu um soco na dançarina. No documentário, Demi detalha o ocorrido e diz  ter chegado "ao seu limite".

“Convidei um monte de gente para jantar, minha banda e dançarinas. Paguei por todo álcool, alguém arranjou maconha. Eu usava Adderall [mistura de sais de anfetamina] e nós destruímos o hotel. O hotel estava nos ameaçando e eles perguntaram para as dançarinas o que tinha acontecido. E aí alguém me dedurou por usar Adderall", explicou Demi.

"Alguém contou para Paul Kevin Jonas [pai dos Jonas Brothers], Phil [empresário] e meu pai. Eu fiquei p***. Não acreditava no que tinha acontecido. Agora, todo mundo sabia das drogas. No dia seguinte, eu estava em apuros", acrescentou.

Demi conta que foi conversar com Paul Jonas e o manipulou para que ele dissesse quem a havia dedurado, fingindo que queria saber quem havia "demonstrado preocupação" com ela. 

"Lembro de chegar e dizer: ‘olha, quero agradecer quem me dedurou porque eu sei que a pessoa estava preocupada comigo. E eu realmente quero saber quem contou’. Eu o manipulei para me contar quem foi. Ele disse: ‘foi a Shorty’. Nós éramos muito próximas por causa do Camp Rock e Camp Rock 2. Então, quando ele disse ‘Shorty’, eu lembro de pensar: ‘Vou bater nessa p***’", falou Demi.

Demi foi atrás de Shorty no avião e desferiu um soco na cara da dançarina. John Lloyd Taylor, que tocava com os Jonas Brother na época, também lembrou o ocorrido.

"Eu virei e a Demi tinha socado a sua dançarina na cara. Ela passou por mim sem me reconhecer. Ela estava muito brava. Ela botou a cabeça no travesseiro e se desligou do mundo. Foi aí que eu me toquei que isso era uma situação muito maior do que uma adolescente que queria festejar", relata Taylor. 

"Foi como seu eu apagasse. Todo mundo estava em pânico. Só lembro de sentar e mandar mensagem pra minha mãe dizendo, ‘sinto muito’. Dormi o dia todo. Atingi o meu limite", acrescentou Demi. 

Depois do incidente, a cantora cancelou sua participação no restante da turnê - incluindo três shows no Brasil - e decidiu ir para uma clínica de reabilitação para se tratar. Em dezembro de 2010, ela chegou a um acordo com Shorty e indenizou a dançarina para que o caso não fosse a julgamento. O tratamento deu resultado, já que em março deste ano, Demi Lovato comemorou cinco anos de sobriedade.