Demi Lovato passa a se considerar pessoa de gênero não binário

AFP - O Estado de S.Paulo

'Não binário' é um termo utilizado cada vez mais por pessoas que não se identificam exclusivamente como homem ou mulher

A cantora Demi Lovato

A cantora Demi Lovato Foto: Ryan Pfluger/The New York Times

Demi Lovato, 28, anunciou que se considera de gênero não binário, nesta quarta-feira, 19. A cantora revelou que a decisão é o resultado de "muito trabalho de cura e autorreflexão".

"Ainda estou aprendendo e me conhecendo e não pretendo me apresentar como uma especialista ou porta-voz. Compartilhar isso com vocês agora abre um outro nível de vulnerabilidade para mim", escreveu ela, nas redes sociais. 

"Estou fazendo isso por aqueles que não puderam compartilhar o que realmente são com seus entes queridos. Por favor, sigam vivendo suas verdades e saibam que estou lhes enviando muito amor", completou a artista.

Não binário é um termo utilizado cada vez mais por pessoas que não se identificam exclusivamente como homem ou mulher.

Lovato, que alcançou o estrelato com sucessos como Sorry Not Sorry, tem utilizado as redes sociais para compartilhar a sua luta contra a depressão, os transtornos alimentares e os vícios. 

Em recente documentário, Dancing With The Devil, ela detalhou como sofreu um abuso sexual, quando era adolescente. Em 2018, Demi enfrentou uma overdose de fentanil quase fatal, que a deixou com sequelas cerebrais e cegueira parcial.

Em novo álbum, Dancing with the Devil: The Art of Starting Over, Demi Lovato transmite grande parte desses traumas, se aprofundando em temas que incluem a sobriedade. Algumas faixas desse disco também falam sobre certa inquietude com relação a sua inconformidade de gênero.