Demi Lovato é hospitalizada após overdose de heroína, diz site

Redação - O Estado de S.Paulo

Há um mês, cantora lançou música na qual admite que não está mais sóbria

Demi Lovato

Demi Lovato Foto: Jordan Strauss/Invision/AP

Atualizada às 18h51.

Demi Lovato foi levada a um hospital de Los Angeles, na Califórnia, Estados Unidos, após ter uma overdose, supostamente de heroína. As informações são do TMZ.  

De acordo com fontes ouvidas pelo site, Demi estava em sua casa em Hollywood Hills quando a emergência foi chamada. Ela foi atendida pouco antes do meio dia (no horário local) desta terça-feira, 24, e está internada em um hospital. Segundo fontes oficiais, a cantora foi tratada com naloxona, uma substância que serve como antídoto aos efeitos da heroína, quando ainda estava em sua casa, e depois foi levada ao hospital.     

A revista People reportou que a condição da cantora é estável e que a causa da overdose não foi heroína, mas outra substância, de acordo com uma fonte próxima a Demi. Após a notícia da internação vir à tona, diversos artistas publicaram tuítes em apoio a cantora. 

Quando mais jovem, a artista era dependente de álcool, cocaína e do opioide Oxicodona, até que começou a se tratar e chegou a se internar em clínicas de reabilitação. Em março deste ano, ela fez uma publicação no Twitter comemorando os seis anos de sobriedade e, em junho, ela lançou a música Sober (sóbria, em português), na qual ela faz um pedido de desculpas por não estar mais sóbria.

Em abril, Demi anunciou a data de quatro shows que fará no Brasil, em novembro. As apresentações serão em São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Fortaleza, entre os dias 19 e 27 de novembro.

Ouça abaixo a música Sober: