Cristiane Machado diz receber ameaças após denunciar ex-marido por agressão

Redação - O Estado de S.Paulo

Atriz afirma que é perseguida por familiares e corre o risco de ser despejada como retaliação

Cristiane Machado

Cristiane Machado Foto: Instagram / @cristianemachadooficial

Três meses após mostrar vídeos em que sofria agressão do marido e ex-diplomata Sérgio Schiller, Cristiane Machado revelou na segunda-feira, 1º, que continua recebendo ameaçadas mesmo com o homem preso.

Em entrevista ao programa Superpop, da RedeTV!, a atriz afirmou que corre o risco de ser despejada como vingança pela denúncia que fez. "Eu posso ficar na casa e tem uma multa se ele me perturbar. Mas recebo recados de terceiros para eu sair de lá. Tem familiares me seguindo, olheiros", revelou.

Ela disse ainda que a Justiça decidiu em segunda instância, recentemente, que ela deve sair da residência, passando por cima da decisão prévia do desembargador.

Cristiane conta que está sem recursos financeiros e sequer tem dinheiro para pagar uma escolta policial diante do risco que enfrenta. "O Sérgio ameaçou matar a mim e a meus pais com uma machadinha. Vivo com medo o tempo todo", desabafou ela. Em janeiro, a atriz alegou também que ficou sem luz em casa devido às dificuldades.

Outro lado

Após a publicação desta matéria, o escritório Perecmanis Advogados, que faz a defesa do ex-diplomata, se manifestou* dizendo que não é verdade que Sérgio faça ameaças a Cristiane. "A única comunicação foi um telegrama com notificação extrajudicial pedindo a saída dela do imóvel que ocupa indevidamente. Ele nunca pediu a qualquer pessoa para entrar em contato ou entregar mensagens a ela", informou em nota.

"O imóvel em que Cristiane permanece já pertencia a Sérgio muito antes do casamento por comunhão parcial de bens. Ao determinar a desocupação, a Justiça apenas reconheceu o direito de Sérgio", completou.

Sobre a falta de luz em casa, o escritório de advocacia alegou que Cristiane Machado omitiu que ela providenciou "imediatamente" o pagamento e o religamento. "[Essa] é a obrigação dela enquanto reside na casa", escreveu.

*As declarações do escritório Perecmanis Advogados foram inseridas na matéria às 16h10.