Criador do desafio do balde de gelo, Patrick Quinn, morre aos 37 anos

Redação - O Estado de S.Paulo

Patrick lutava contra uma esclerose lateral amiotrófica (ELA) desde 2013

Patrick Quinn foi um dos criadores do desafio do 'Ice Bucket' , em 2014

Patrick Quinn foi um dos criadores do desafio do 'Ice Bucket' , em 2014 Foto: Instagram/ @als

O criador do desafio do balde de gelo, Patrick Quinn, morreu neste domingo, 22, aos 37 anos. O norte-americano lutava contra uma esclerose lateral amiotrófica (ELA) desde o ano de 2013. 

A informação foi confirmada pela ALS Association, grupo de apoio que ajudou no desafio do balde de gelo. No Facebook do ALS, o grupo lamentou a morte de Quinn. 

“Pat aumentou a sensibilização e os fundos para a luta contra a ELA e os nossos sentimentos estão com a família de Quinn e todos os seus amigos(...)Ele vai fazer falta, mas continuará a inspirar-nos até termos um mundo sem ELA”, comunicou a ALS Association.

Em 2014, Patrick e Pete Frates ajudaram a popularizar a brincadeira de despejar baldes de água gelada sobre a cabeça para arrecadar fundos na luta contra a esclerose lateral amiotrófica. 

Na época, a iniciativa se tornou um fenômeno nas redes sociais e diversas personalidades participaram, como Mark Zuckerberg, Bill Gates, Justin Bieber, Tom Cruise, Cristiano Ronaldo e Oprah Winfrey

Juntos, Patrick e Pete conseguiram arrecadar US$ 200 mil para custear pesquisas no combate e tratamento à ELA. Frates morreu em dezembro do ano passado, após anos de luta contra a doença.

"O desafio do 'Ice Bucket' acelerou a luta contra a ELA, levando a novas descobertas de investigação, à expansão dos cuidados para as pessoas com a doença e a um maior investimento do governo", revelou a associação.