Conar abre representação contra lives de Gusttavo Lima por bebidas alcoólicas

João Pedro Malar* - O Estado de S.Paulo

Segundo a organização, responsável por regulamentar propagandas, será investigado se houve violações das normas de publicidade para bebidas alcoólicas

Gusttavo Lima durante live que fez de sua casa neste sábado, 11

Gusttavo Lima durante live que fez de sua casa neste sábado, 11 Foto: Reprodução YouTube/ gusttavolimaoficial

O Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) informou nesta terça, 14, que abriu uma representação ética contra as lives realizada pelo cantor Gusttavo Lima. As apresentações ao vivo ocorreram nos dias 28 de março e 11 de abril.

A organização comunicou, por meio de nota, que recebeu denúncias de consumidores sobre a propaganda de bebidas alcoólicas. “A denúncia cita a falta de mecanismo de restrição de acesso ao conteúdo das lives a menores de idade e a repetida apresentação de ingestão de cerveja, em potencial estímulo ao consumo irresponsável do produto”, disse o Conar.

“A direção do Conar, ao acolher a denúncia dos consumidores, destacou o formato inovador da comunicação publicitária para o momento vivido pelo país, mas considerou que ela deve ser conciliada com os princípios fundamentais da comunicação comercial do segmento”, continua a nota, destacando a importância de evitar que a propaganda de bebidas alcoólicas chegue em crianças e adolescentes.

O Conar determinou que os responsáveis pelas lives devem enviar suas defesas para o Conselho de Ética do órgão ou adaptarem imediatamente o conteúdos das lives, adequando-as as normas do setor. 

Em nota enviada para o E+, a assessoria do cantor destacou que a medida do Conar não se trata de um processo judicial, mas sim de um processo administrativo, e que “os esclarecimentos necessários serão prestados conforme determinado na referida citação”. Ainda sinalizou que outras informações não serão divulgadas no momento em razão da confidencialidade do processo.

Já a Ambev, que também recebeu a notificação do Conar por ter patrocinado a live do cantor, disse em nota: “Sabemos que em algumas lives, de forma totalmente espontânea, algumas orientações [das regras de publicidade] não foram seguidas. Estamos reforçando as regras dado esse novo contexto de entretenimento virtual e estamos mais do que nunca comprometidos com o consumo responsável de nossos produtos.”

Confira a nota completa da assessoria de Gusttavo Lima:

A assessoria do cantor Gusttavo Lima, comunica que:

Sobre a veiculação de que o cantor Gusttavo Lima está sendo processado pelo CONAR, a assessoria informa que o departamento jurídico já está acompanhando o caso, tratando-se, portanto, de uma citação de processo administrativo (representação ética – confidencial) em trâmite perante CONAR e não se trata de processo judicial.

A citação é para prestar esclarecimentos sobre as lives realizadas pelo artista.

Sendo assim, os esclarecimentos necessários serão prestados conforme determinado na referida citação.

Em razão da confidencialidade, citada na intimação do CONAR, o escritório BALADA EVENTOS não comentará o caso e manifestará perante o órgão no prazo legal.

Confira a nota completa da Ambev:

Nesse momento de quarentena, sabemos que as lives de cantores e artistas assumiram um papel relevante e inovador para manter as pessoas dentro de casa e levar um pouco de entretenimento. Para promover a iniciativa, patrocinamos alguns desses eventos, sempre com o cuidado de assegurar as medidas de higiene e distanciamento social e com a devida orientação prévia aos artistas sobre as regras do CONAR de publicidade de bebidas. Além disso, enviamos um guia reforçando as regras do CONAR e treinamos as pessoas envolvidas. Sabemos que em algumas lives, de forma totalmente espontânea, algumas orientações não foram seguidas. Estamos reforçando as regras dado esse novo contexto de entretenimento virtual e estamos mais do que nunca comprometidos com o consumo responsável de nossos produtos. Vale lembrar que a live é de propriedade do artista, muitas vezes realizada em sua casa, o que representa um desafio.

*Estagiário sob supervisão de Charlise Morais