Claudia Leitte pede desculpas por não ter se indignado em meio à pandemia no 'Altas Horas'; assista

Redação - O Estado de S.Paulo

Cantora disse, a Serginho Groisman, que tem um 'coração pacificador'

A cantora Claudia Leitte

A cantora Claudia Leitte Foto: Instagram/@claudialeitte

O tom pacificador de Claudia Leitte durante o programa Altas Horas do último sábado, 22, em meio à pandemia de covid-19, gerou uma série de críticas nas redes sociais. Ao ser questionada por Serginho Groisman, na TV Globo, sobre os problemas atuais do Brasil, a cantora teve um discurso evasivo: "A minha indignação? Eu tenho um coração pacificador, Serginho. Eu me indigno, sou capaz de virar tudo pelo avesso, de chutar as barracas, mas todo mundo tem um lugar onde pode brilhar uma luz para desfazer o que está acontecendo. E se essa luz se acende, obviamente, não vai ter escuridão. Acho que eu me declarei”, disse.

Nesta segunda-feira, 24, diante da repercussão nas redes sociais, a artista decidiu publicar um vídeo pedindo desculpas aos fãs no Instagram. "Nessa situação de pandemia doida, a gente conversava, foi me dada a oportunidade de falar sobre o assunto e também aos outros convidados. Mais do que um desabafo, esse era o momento em que eu precisava ter muita consciência do meu papel social e não tive", admitiu. 

Claudia Leitte alega que não sabe explicar porque teria sido tão superficial no posicionamento diante do coronavírus: "Não sei porque 'cargas d'água' eu dei uma resposta evasiva naquele momento e desde que saí do programa estou reflexiva. Acho que um artista tem um papel que precisa ficar muito claro. Eu sirvo o outro através da minha música. Faço entretenimento, mas com um propósito. Eu precisava levar a minha voz para levantar indignações, discussões saudáveis, mudança de atitude dentro da sociedade".

A cantora se arrepende de não ter usado o espaço no programa da Globo para ressaltar o quanto as pessoas precisam se proteger contra o novo coronavírus. "Precisava ter falado que pessoas não usam máscara, que continuam incitando aglomerações e isso mata. Está comprovado. O número alarmante de mortos é desesperador. O número de pessoas passando fome é desesperador e não falei sobre isso. Não falei sobre as mulheres que estão sofrendo violência doméstica. Não falei que estou indignada pelo fato de todos não terem acesso a vacina", afirmou.

Claudia Leitte disse que pretende usar a voz que tem para alertar a população e promete ficar mais atenta agora: "Eu não poderia ter deixado essa oportunidade passar e venho aqui pedir desculpas por isso. Não usei da ferramenta que tenho para fazer alguma diferença. Quero me redimir e dar espaço sim para que coisas diferentes aconteçam. Eu posso ser um agente de mudança, eis-me aqui", concluiu.

Assista ao vídeo: