Cidade de Chicago processa Jussie Smollett por falsa denúncia

Redação - O Estado de S.Paulo

Ação judicial pretende recuperar valor gasto na investigação do crime

O ator Jussie Smollett.

O ator Jussie Smollett. Foto: E. Jason Wambsgans/Chicago Tribune/Pool via REUTERS

Apesar de todas as acusações contra Jussie Smollett terem sido retiradas pela promotoria na última semana, a cidade de Chicago planeja processar o ator por falsa denúncia. A ação judicial tem o objetivo de recuperar 130 mil dólares (aproximadamente R$ 502 mil) gastos na investigação do crime.

"Sr. Smollett se recusou a reembolsar a cidade de Chicago pelos custos desembolsados pela polícia durante a investigação de sua falsa denúncia do dia 29 de janeiro de 2019", diz o comunicado publicado no Variety.

Desde o início, o ator de Empire alega inocência no caso, mas agora não enfrenta mais acusações.

 

Entenda o caso

Em janeiro de 2019, Jussie Smollett foi hospitalizado após sofrer um ataque supostamente racista e homofóbico. No decorrer das investigações, a polícia levantou a suspeita de que o ator da série Empire teria contratado dois homens para encenar a agressão, porque estava sendo cotado para deixar a série.

Smollet acabou sendo preso, mas foi liberado após pagar uma fiança de 300 mil dólares (aproximadamente R$ 1 milhão). A polícia de Chicago indiciou o ator por 16 crimes sob a acusação de falsa denúncia às autoridades, mas as acusações foram retiradas pela promotoria e seu histórico foi limpo.

Por conta da polêmica, o personagem Jamal Lyon, interpretado pelo ator, foi cortado dos dois últimos episódios da série Empire para evitar "transtornos adicionais" no set de filmagem da produção.