Chris Hardwick volta aos programas da AMC após ser acusado de abuso sexual

Redação - O Estado de S.Paulo

'Acreditamos que Chris retornar ao trabalho é a coisa certa a se fazer', disse o canal após fazer investigação

O apresentador Chris Hardwick voltou ao trabalho na AMC após o canal fazer investigação interna sobre as acusações de abuso sexual que sua ex-namorada havia feito

O apresentador Chris Hardwick voltou ao trabalho na AMC após o canal fazer investigação interna sobre as acusações de abuso sexual que sua ex-namorada havia feito Foto: Danny Moloshok/Reuters

O canal norte-americano AMC anunciou que o apresentador Chris Hardwick voltará à programação após investigação interna das acusações de abuso sexual feitas pela sua ex-namorada, a atriz Chloe Dykstra. Em post feito na plataforma Medium em junho de 2018, Chloe afirmou que Hardwick a forçava a ter relações sexuais e estabeleceu uma série de regras no relacionamento.

"Após uma investigação profunda da AMC, trabalhando com a advogada Ivy Kagan Bierman do escritório Loeb & Loeb, que tem extensa experiência na área, Chris Hardwick vai voltar para a AMC como apresentador dos programas Talking Dead e Talking with Chris Hardwick", disse a emissora em comunicado obtido pelo site Deadline.

"Nós encaramos esses assuntos com muita seriedade e de acordo com as informações disponíveis para nós, após uma avaliação rigorosa dos fatos, incluindo entrevistas com diversas pessoas, nós acreditamos que Chris retornar ao trabalho é a coisa certa a se fazer", completaram.

Além de ser afastado da apresentação dos programas, Hardwick também foi retirado da apresentação de painéis durante a San Diego Comic-Con. A modelo Lydia Hearst, mulher do apresentador, o defendeu das acusações de Chloe em post no Instagram.