César Tralli lamenta morte de Gil Gomes: 'Legados eternos'

Redação - O Estado de S.Paulo

Apresentador relembrou época em que trabalhou com jornalista, morto nesta terça-feira, 16

Gil Gomes.

Gil Gomes. Foto: Arquivo / Estadão

O apresentador César Tralli usou as redes sociais para lamentar a morte do ex-colega Gil Gomes, aos 78 anos de idade, ocorrida nesta terça-feira, 16.

"Tive a honra de conhecer e de trabalhar com Gil Gomes. Eu tinha 21 anos. A voz marcante e única ecoava por toda São Paulo. Por onde você passava, ouvia Gil Gomes", escreveu em seu Twitter.

Em seguida, complementou: "O amor e a dedicação ao trabalho, o profundo respeito pelos colegas e a humildade são seus legados eternos".

Mais cedo, no telejornal SP1, Tralli também fez comentários após a exibição de uma matéria sobre o jornalista: "Impressionante. Tive a oportunidade de conhecê-lo trabalhei com ele. Era incrível como ele contava as histórias. [...] Nossos sentimentos à família".

Confira a publicação de César Tralli abaixo:

Conhecido por seu trabalho no jornalismo policial e em programas como o Aqui Agora, Gil Gomes havia retornado à televisão após 11 anos de afastamento para apresentar alguns programas da TV Ultrafarma no fim de 2016. 

No rádio, fazia comentários esportivos gravados por telefone para o programa Paixão Lusa, sobre a Portuguesa, clube para o qual torcia, na Rádio Trianon, até pouco tempo antes de sua morte.

Relembre também alguns momentos de César Tralli como repórter do extinto Aqui Agora: VEJA TAMBÉM: Programas extintos que você vai se lembrar de ter visto, como o Aqui Agora

Nelson Di Rago / TV Globo / Divulgação
Ver Galeria 13

13 imagens