Cauan pede desculpas por ironizar covid-19: 'Ignorância que eu paguei caro'

Bárbara Correa* - O Estado de S.Paulo

Em vídeo de março deste ano, o cantor aparece zombando da doença: 'Vem em nós, coronavírus'

Cauan Máximo pediu desculpas por ironizar a covid-19

Cauan Máximo pediu desculpas por ironizar a covid-19 Foto: Reprodução Twitter/ @showdavida

Depois de ter passado oito dias na UTI, devido a covid-19, e ter recebido alta hospitalar na última quarta-feira, 26, o cantor Cauan Máximo, da dupla com Cleber, pediu desculpas e disse estar arrependido por ter zombado do coronavírus.

Em um vídeo gravado em março deste ano, que circulou nas redes sociais, o sertanejo aparece batendo no peito, dizendo que não tem medo da doença. “Vem em nós, coronavírus”, disse ele rindo. 

Após ter mais de 70% do pulmão comprometido pelo vírus, Cauan se arrependeu da “brincadeira”. “Aquilo foi uma infelicidade muito grande. Uma ignorância que eu paguei caro. Eu quero pedir desculpas mesmo e me retratar. Pedindo que as pessoas deem a importância que a doença merece”, disse em entrevista ao Fantástico, neste último domingo, 30. 

Cauan também reiterou que acreditava que seria curado, porém chegou a ter dois surtos muito fortes de pânico e falta de ar durante a internação e disse que “preferia morrer a sentir o que eu estava sentindo". Além disso, ele confessou ter sido o responsável pelo contágio da mãe, que está na enfermaria, e do pai, que continua internado na UTI, em estado grave. 

"Na hora, [que soube da internação] eu assustei. Meu pai na UTI? Sabe aquela coisa que tem tudo para dar errado? Porque meu pai tem muitas comorbidades. Num vacilo, transmiti pra ele. O isolamento é essencial", afirmou.

Atualmente, o cantor tem dificuldades para respirar, devido à sequelas da doença. Para reabilitar o seu pulmão e voltar a cantar, Cauan está fazendo exercícios para respiração e tratamento fisioterapêutico em casa.

*Estagiária sob supervisão de Charlise Morais