Catherine Zeta-Jones comenta acusação de assédio sexual contra o marido Michael Douglas

Redação - O Estado de S.Paulo

‘Não havia nenhuma prova’, disse a atriz sobre o caso

Michael Douglas e Catherine Zeta-Jones durante evento na Calçada da Fama, em Hollywood.

Michael Douglas e Catherine Zeta-Jones durante evento na Calçada da Fama, em Hollywood. Foto: REUTERS/Mario Anzuoni

A atriz Catherine Zeta-Jones relembrou as acusações contra seu marido Michael Douglas durante uma entrevista ao The Times. No início do ano, o ator foi acusado de assédio sexual por uma ex-funcionária da década de 1980 e negou as denúncias.

“Eu e meus filhos ficamos profundamente devastados com aquelas alegações. Aquela mulher apareceu do nada e acusou o meu marido. Tive uma longa conversa com ele e com nosso filhos na sala e disse: ‘Você entende se mais coisas como essa surgirem...’. Ele disse que não havia nenhuma história ali e que o tempo iria mostrar isso. E claro que sim. Não havia nenhuma prova”, disse a atriz.

Catherine apoia publicamente o movimento #MeToo, que propaga empatia entre as vítimas de assédio. A hashtag ficou popular no Twitter após as denúncias contra o produtor Harvey Weinstein, acusado de assediar e até estuprar dezenas de atrizes de Hollywood. Sobre o assunto, Catherine disse: “Não havia nada para sustentar [a acusação]. Para qualquer acusação que não seja confirmada, o movimento retrocede 20 anos”.

Catherine e Douglas se casaram em 2000 e tem dois filhos, Dylan e Carys.