Cantor gospel contratado pela Globo sugere boicote à emissora

Redação - O Estado de S.Paulo

André Valadão criticou a Globo, que é dona da Som Livre

Cantor gospel André Valadão

Cantor gospel André Valadão Foto: Reprodução/Facebook

O cantor gospel André Valadão sugeriu, nas redes sociais, um boicote inusitado. Ao compartilhar imagem com as logomarcas de cinco empresas — Globo, Veja, Omo, Avon e O Boticário — que promoveram campanhas anti-discriminação, o artista acabou propondo um boicote a si mesmo. Isso porque Valadão, cuja página no Facebook tem mais de 5 milhões de curtidas, tem contrato com a gravadora Som Livre, que pertence à… Globo.

Os internautas não perdoaram, é claro. “Então suponho que não tem mais isso de Festival Promessas ou de ir no Encontro com Fátima Bernardes, contrato com Som Livre... Enfim, se agora for assim também, eu acho é ótimo.”, desabafou uma fã.

Na foto, também aparecem a frase “Em defesa das crianças e da família brasileira” e a hashtag #juntospelafamília. A publicação foi feita nesta segunda-feira, dia 23. E, até a publicação desta matéria, não havia sido apagada.

Ao E+, a Som Livre informou que não vai comentar o caso. A assessoria do cantor, por sua vez, ainda não se posicionou. 

Veja a publicação: