Caio Paduan, de 'Rock Story', diz que mau caráter de seu personagem é 'aliviado' por sua aparência

Redação - O Estado de S.Paulo

Ator participou do 'Encontro' que debateu cidadania e ética

O ator Caio Paduan acredita que o público não vê tanta maldade em seu personagem porque ele é homem, branco e heterossexual.

O ator Caio Paduan acredita que o público não vê tanta maldade em seu personagem porque ele é homem, branco e heterossexual. Foto: Iara Morselli/Estadao

Caio Paduan, ator que interpreta o vilão Alex na trama Rock Story, disse que seu personagem recebe uma tolerância 'além da dose' por parte do público. Como contou no Encontro com Fátima Bernandes desta quarta-feira, 26, Paduan percebe que as atrocidades de seu personagem são aliviados pelo público, que parecem não perceber seu caráter ruim.  

O tema da edição do Encontro desta quarta-feira foi cidadania e ética. Nessa linha, Paduan avaliou que o público costuma dar um "desconto" para as maldades de seu personagem só porque ele é homem, branco e heterossexual. 

“Sou homem, sou – na vida e na novela – heterossexual e sou branco. Elas me aliviam por isso”, disse  Paduan. “Ele já fez atrocidades, coisas horríveis, mas sempre alguém fala ‘ele não é tão ruim assim, ele é bonitinho, ele serve". O ator conta que já precisou convencer as pessoas de que as qualidades independem da aparência. 

"A opção de me escalar achei um tapa na cara da sociedade", disse Paduan ao reforçar a ideia de que estereótipos podem enganar. "No início ele [Alex] usava de sua aparência para ludibiriar, enganar e iludir. Já até convenceu mulheres a levar transportar drogas para ele", lembrou o ator no Encontro. No horário das 19h na Globo, a trama Rock Story está prevista para acabar entre final de maio e começo de junho.