Afasia: Entenda o que é o transtorno diagnosticado em Angeli e Bruce Willis

Rafael Nascimento - Especial para o Estadão

Especialista explica que não se trata de uma doença, mas sim 'um transtorno de linguagem ocasionado por lesão cerebral'

O ator Bruce Willis e o cartunista Angeli foram diagnosticados com afasia, um distúrbio de linguagem ocorrido por lesão cerebral que afeta a comunicação, e se afastarão das carreiras para cuidar da doença.

O ator Bruce Willis e o cartunista Angeli foram diagnosticados com afasia, um distúrbio de linguagem ocorrido por lesão cerebral que afeta a comunicação, e se afastarão das carreiras para cuidar da doença. Foto: Henry Nicholls/REUTERS; JB NETO/AE

* Matéria atualizada em 20/04/2022 às 16:25

Um dos cartunistas mais respeitados do País, Angeli, 65, foi diagnosticado com afasia, um distúrbio de linguagem ocorrido por lesão cerebral que afeta a comunicação.

Assim como o ator Bruce Willis, 67, que também foi diagnosticado com a doença, Angeli irá se afastar da carreira para se dedicar ao tratamento. 

A notícia foi publicada nesta quarta-feira, 20, pelo jornal Folha de S.Paulo, do qual Angeli se aposenta, e confirmada pelo Estadão.

A fonoaudióloga Monalisa Feitosa Pimenta de Araújo, especialista em Fonoaudiologia Hospitalar com Ênfase em Saúde Mental pela Universidade Federal da Bahiaexplica que a afasia não pode se configurar como doença, mas sim "um transtorno de linguagem ocasionado por lesão cerebral, [que tem como] a causa mais comum o Acidente Vascular Cerebral (AVC), mas pode ter outras causas que afetem o cérebro".

De acordo com a especialista, os primeiros sintomas podem aparecer em uma possível dificuldade em manter um diálogo, ao nomear um objeto por exemplo: "O sujeito não consegue [se expressar]. Embora consiga dizer características do objeto, tem dificuldade em realizar gestos ou escrever, ou seja, formas de expressar sua comunicação. Já em relação à compreensão, o sujeito consegue se expressar adequadamente, mas não compreende frases ou texto escritos. Estes sintomas afetam significativamente a forma do indivíduo em se comunicar, gera sofrimento e angústia. Pode acometer homens e mulheres, na sua maioria adultos e idosos".

Sobre uma possível prevenção, a fonoaudióloga explica que não há como, mas que hábitos saudáveis são bem indicados: "Não há como prevenir diretamente as afasias, considerando que sua causa está relacionada com uma doença de base, mas vale salientar que como a maior causa é o AVC, ter hábitos de vida saudáveis são fundamentais. O tratamento é realizado por equipe multiprofissional, não é medicamentoso e nem cirúrgico. A Fonoaudiologia vai auxiliar na reabilitação ao estabelecer formas do sujeito se comunicar em relação à capacidade linguística afetada, o que favorece a qualidade de vida da pessoa com afasia".

 

 

 

A coordenadora do Comitê de Linguagem do Adulto e do Idoso da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia e professora associada da Universidade Federal de Santa Catarina, Maria Isabel d'Ávila Freitas, explica que é possível que a afasia ocorrida com Bruce Willis possa ser um tipo de APP, que se configura num tipo de demência que afeta a linguagem: "O que pode ter ocorrido com o ator é a afasia progressiva primária, o que chamamos de APP, porque não foi citado em nenhum momento que ele teve um AVC ou um tumor diagnósticado, por exemplo. A APP é causada pelo processo neuro-degenerativo; é um tipo de demência que afeta a linguagem. As APPs são um sub-grupo de demências, que afetam a linguagem no primeiro momento. Contudo, não é possível afirmar ainda esse diagnóstico mediante as informações divulgadas até então".