Artistas dos EUA se manifestam sobre assassinato de George Floyd

João Pedro Malar* - O Estado de S.Paulo

Beyoncé, Jay-Z, Céline Dion e Lady Gaga estão entre os nomes que se pronunciaram sobre o caso nas redes sociais

Viola Davis, Beyoncé e Taylor Swift estão entre os artistas que se manifestaram sobre a morte de George Floyd

Viola Davis, Beyoncé e Taylor Swift estão entre os artistas que se manifestaram sobre a morte de George Floyd Foto: Evan Agostini / Invision/AP I Mike Blake/Reuters I Evan Agostini/Invision/AP

O assassinato de George Floyd, homem negro de 46 anos que foi imobilizado no chão por um policial com o joelho em seu pescoço por oito minutos, gerou uma onda de protestos e críticas nos Estados Unidos desde a terça-feira, 26. O ato também repercutiu entre os artistas estadunidenses, que se manifestaram sobre o caso em suas contas em redes sociais.

O ator e cantor Jamie Foxx foi um dos primeiros a se pronunciar, no dia 26, quando publicou uma foto que relembrou o protesto do jogador de futebol americano Colin Kaepernick, que se ajoelhava quando o hino nacional dos EUA tocava em jogos como forma de protesto contra o racismo no país. 

“Nós não podemos ficar calados mais”, disse Foxx, que relembrou outras pessoas negras mortas por policiais nos últimos anos e compareceu a protestos no dia 29 de maio. “Dessa vez nós não deixaremos que seu nome [George Floyd] seja apenas uma hashtag. Seu espírito se ergueu com os gritos de todos nós que pedem pela justiça em seu nome”, disse a apresentadora Oprah Winfrey no dia 29. 

A cantora Beyoncé também falou sobre o caso: “nós estamos quebrados e com nojo, nós não podemos normalizar essa dor. [...] Chega de assassinatos sem sentido de seres humanos, chega de dizer que pessoas negras são menos que humanos”. Seu marido, o rapper Jay-Z, pediu justiça e que os envolvidos na morte de Floyd sejam investigados e punidos, e chegou a ligar para o governador de Minnesota, estado em que o caso ocorreu, para pedir justiça.

“Como muitos disseram, não basta não ser racista, devemos ser anti-racismo. A mudança está muito atrasada”, afirmou a cantora Céline Dion. “Meu coração se parte por George Floyd, sua família e o povo de Minneapolis. Assassinato é assassinato”, disse Lady Gaga.

“É isso que significa ser negro nos Estados Unidos. Acusado. Julgado. Morto por ser negro. Nós somos determinados por centenas de anos de políticas que restringiram a nossa existência”, destacou a atriz Viola Davis. “Nós vencemos quando nós conseguimos normalizar a igualdade”, defendeu o ator Dwayne 'The Rock' Johnson, criticando a atuação policial e defendendo a necessidade de mudança na sociedade estadunidense. 

Entre os diversos artistas que se manifestaram, criticando a morte de Floyd, a atuação policial e destacando a necessidade do combate ao racismo, estão nomes como Rihanna, Jennifer Aniston, Taylor Swift, Selena Gomez, Kevin Hart e Justin Bieber. Confira algumas manifestações, em inglês:

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Last night at dinner, my 7-year-old asked why all the grown ups were so upset. We spoke to him about what happened to George Floyd. Being a white mother trying to explain racism and bigotry to her white son, who did not understand why anyone would treat another human being that way, was heartbreaking. But not nearly as heartbreaking as being a victim of one of these senseless, violent, unconscionable crimes. Not nearly as heartbreaking as being one of the families who have experienced loss and harassment and discrimination daily. Not nearly as heartbreaking as being a mother who lives in fear of what will happen to her children in this world. I grew up going to church. We were taught that we were all the same in the eyes of God. We all breathe the same air. We all bleed the same blood. But that is not what I grew up seeing. It was as hard for me to reconcile the difference between what I was taught in church and what I see in the world. I don’t want that for my kids. Or for yours. We have to be held accountable for what is happening in this country. What happened to George Floyd and Breonna Taylor and Ahmaud Arbery - and countless others - can not go without justice. Please talk to your children about racism, privilege, bigotry and hate. If you aren’t talking to them, someone else is. Regarding comments: I urge you to share this space for meaningful discussion, not hate. There is enough hate in the world. I hope this can be a space for discussion, understanding, growth and LOVE. We all need more of that.

Uma publicação compartilhada por Reese Witherspoon (@reesewitherspoon) em

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

@naacp_ldf

Uma publicação compartilhada por Blake Lively (@blakelively) em

*Estagiário sob supervisão de Charlise Morais