Apresentadora Luisa Mell desabafa sobre dificuldade em encontrar escola vegana para o filho

- O Estado de S.Paulo

'Sigo a procura de uma escola que possa ensinar valores e respeito ao próximo, aos animais e a natureza', disse Luisa

Apresentadora e ativista dos direitos dos animais junto com seu filho Enzo, de um ano. 

Apresentadora e ativista dos direitos dos animais junto com seu filho Enzo, de um ano.  Foto: Reprodução/Instagram

Ativista dos direitos dos animais, Luisa Mell compartilhou na última terça-feira, 30, sua frustração em não conseguir uma escola que considera adequada para seu filho. Ela postou uma foto de seu filho Enzo, de um ano, com o desabafo na legenda, já que ela gostaria de uma instituição que tivesse princípios veganos.

"Amigos, estou passando um momento complicado e queria dividir com vcs! Estou procurando escola p o Enzo e tem sido devastador. Já sabia que ia ser complicado, pois não existe nenhuma escola vegana no Brasil. Mas o problema é bem pior... Estou visitando várias escolas, e para meu desgosto descobri que muitas delas tem passarinhos na gaiola", diz ela na rede social.

A apresentadora ainda completou: "Eu sigo a procura de uma escola que possa ensinar, além de matemática e geografia, valores e respeito ao próximo, aos animais e a natureza! Somos parte de um todo!".

 

Amigos, estou passando um momento complicado e queria dividir com vcs! Estou procurando escola p o Enzo e tem sido devastador. Já sabia que ia ser complicado, pois não existe nenhuma escola vegana no Brasil. Mas o problema é bem pior... Estou visitando várias escolas, e para meu desgosto descobri que muitas delas tem passarinhos na gaiola!!!! Muitas tem animais silvestres em cubiculos com o argumento de que é bom para as crianças terem contato com animais. Semana passada estive com o Governador Geraldo Alckmin no Parque Ecológico Tiête, onde são emcaminhados muitos animais apreendidos do tráfico de animais. O trabalho do parque é maravilhoso. Recuperam os bichos que sofrem (com o transporte e maus tratos )e Muitas vezes conseguem reentroduzir os animais na natureza. Mas a grande maioria dos animais capturados pelo o tráfico morrem antes de chegarem ao destino. É uma realidade cruel. E está em nossas mãos transformá-la! Mas se as escolas que deveriam ensinar que animal silvestre não é nossa propriedade, que passarinhos tem que voar, que estes bichos são os agricultores da floresta estão fazendo justamente o contrário... Como esperam que isto vai acabar?!??!? A única solução é educação! A salvação é não ter compradores para que acabe realmente o tráfico!! Pelo amor de Deus escolas vcs tem muito o que aprender sobre animais! Contem comigo para ajudar! Eu sigo a procura de uma escola que possa ensinar, além de matemática e geografia, valores e respeito ao próximo, aos animais e a natureza! Somos parte de um todo!

Uma foto publicada por Luisa mell (@luisamell) em