Galvão Bueno assina com Play9, empresa de Felipe Neto

Marcos Leandro - Especial para o Estadão

Narrador vai se aposentar da televisão, mas pretende realizar projetos nas redes sociais

Em término de contrato com a Globo, Galvão Bueno assinou com empresa de Felipe Neto.

Em término de contrato com a Globo, Galvão Bueno assinou com empresa de Felipe Neto. Foto: Mauricio Fidalgo/Globo

No último mês, Galvão Bueno anunciou que iria se aposentar das narrações após a Copa do Catar. Depois de 41 anos, seu contrato fixo com a Rede Globo se encerra em dezembro e não haverá renovação. Mas isso não quer dizer que ele vai parar de trabalhar. 

Longe das telinhas, o narrador vai se dedicar à internet e ampliar sua presença no ambiente digital. Para isso, ele já assinou um contrato até 2026 com a Play9, empresa de curadoria de conteúdo em mídias sociais que tem Felipe Neto como sócio.

Inclusive, o Tino Marcos, parceiro de Galvão na famosa dobradinha que gerou o meme "Diga lá, Tino", também é um dos profissionais que mantêm contrato com a companhia.

Na nova empresa, Galvão vai passar a produzir conteúdos para diversas plataformas digitais, inclusive algumas que ele ainda não atua, como YouTube e Twitch.

À revista Propmark, Galvão disse que não gosta do termo influenciador e vai se denominar um publisher. Ele ainda falou sobre o porquê de não ter ido para outra emissora de televisão.

"Não faria sentido encerrar meu contrato com a Globo, narrar minha última Copa do Mundo em TV aberta e ir para outro lugar fazer outra coisa ainda em TV aberta."

Mas o narrador não vai ficar longe do esporte. Segundo ele, os conteúdos seguirão essa temática, mas também há pretensão de abordar outros assuntos, como vinhos e viagens.

Felipe Neto comemorou a nova contratação em suas redes sociais e garantiu que as narrações continuam no digital. "E para quem achava que seria o fim de suas narrações: nem pensar."