Após acidente com Baldwin, irmã de Brandon Lee defende que atores treinem antes de usar armas

Agência - AFP

Ator foi morto durante as gravações do filme 'O Corvo' em 1993 também vítima de um tiro disparado por um colega de set

Shannon Lee, irmã de Brandon Lee, que morreu durante as gravações de 'O Corvo' também por acidente com uma arma.

Shannon Lee, irmã de Brandon Lee, que morreu durante as gravações de 'O Corvo' também por acidente com uma arma. Foto: Robyn Beck / AFP

LOS ANGELES - Atores que usam armas em sets de Hollywood devem ser forçados a treinar para fazê-lo com segurança, disse Shannon Lee, irmã do falecido ator Brandon Lee, nesta segunda-feira, 1. "Eles não são treinados sobre como usar armas. Acho que o treinamento de segurança [deve] ser obrigatório para que os atores possam verificar as próprias armas e saber como usá-las corretamente e manter os outros seguros", disse Lee à AFP no Asian World Film Festival, em Los Angeles.

A filha da lenda das artes marciais Bruce Lee disse que estava "frustrada" com a tragédia no cenário de Rust, onde a diretora de fotografia Halyna Hutchins morreu de um ferimento de bala depois que o ator Alec Baldwin atirou com uma arma que lhe disseram ter sido descarregada durante um ensaio. "Não deveria ter acontecido novamente", disse a irmã de Brandon Lee, que morreu aos 28 anos quando ele foi atingido por um tiro enquanto filmava uma cena de O Corvo em 1993. 

Shannon Lee disse que nunca falou com Michael Massee, que disparou a bala que matou seu irmão - e que morreu de câncer em 2016 - no entanto, ela aconselhou Baldwin a "tomar algum tempo e não se apressar para falar com a imprensa". "É realmente muito difícil o que ele está passando, ele tem que cuidar de si mesmo", disse ela, referindo-se a Baldwin. 

Alec Baldwin deixa tribunal de Manhattan, em Nova York.

Alec Baldwin deixa tribunal de Manhattan, em Nova York. Foto: Carlo Allegri/Reuters

O ator de 63 anos quebrou seu silêncio no sábado, 30, dizendo aos repórteres que foi aconselhado pelas autoridades a não comentar o caso porque se tratava de uma investigação em andamento. Foi um episódio de um em um bilhão, disse Baldwin. "Eu ouvi, mas não é assim, isto já aconteceu antes", disse Shannon Lee. 

"Senti por Michael Massee, lamentei muito porque é uma coisa horrível causar a morte de outra pessoa. E sinto muito por Alec Baldwin também", acrescentou ela. A favor de aumentar medidas de segurança nos sets, Shannon Lee também defende a substituição de armas reais por adereços e efeitos especiais. "Mas eu não acho que seja uma ideia popular no setor neste momento, o que eu ouço é que houve apenas alguns acidentes. Mas se duas ou três pessoas foram mortas, é preciso que haja um respeito real por isso", disse ela.