Aos 21 anos, Kylie Jenner torna-se a mais jovem bilionária do mundo

Redação - O Estado de S.Paulo

Empresária fez carreira no mundo dos negócios com própria linha de cosméticos

Kylie Jenner chegou ao patamar de bilionária aos 21 anos de idade.

Kylie Jenner chegou ao patamar de bilionária aos 21 anos de idade. Foto: Eduardo Munoz/Reuters

Kylie Jenner está cada vez mais se destacando no mundo dos negócios. Aos 21 anos, a empresária é a mais jovem bilionária do mundo, segundo anunciou nesta terça-feira, 5, a revista Forbes.

E não se trata apenas do fato de ela ser de uma família rica. Kylie lançou sua própria linha de cosméticos, a Kylie Cosmetics, e foi com essa empresa que ela chegou a esse patamar. Segundo estimativas da Forbes, só a companhia dela vale, pelo menos, US$ 900 milhões, cerca de R$ 3,4 bilhões na cotação atual.

"Acrescente a isso o dinheiro que Kylie já retirou do lucrativo negócio e a jovem de 21 anos agora é uma bilionária, com uma fortuna estimada em um US$ 1 bilhão", diz a revista. A publicação informa ainda que a empresária alcançou a marca do US$ 1 bilhão ainda mais nova do que Mark Zuckerberg, que era o detentor desse recorde. Na época em que atingiu esse patamar, o dono do Facebook tinha 23 anos.

"Eu não esperava nada. Eu não previ o futuro", disse Kylie. "Mas [o reconhecimento] é muito bom. Isso é um bom tapinha nas costas", comentou a empresária, que também arrecada como modelo em campanhas publicitárias, que incluem ser a o atual rosto da Pepsi.

Kylie não comanda uma grande empresa. Isso porque toda a produção da Kylie Cosmétics é terceirizada à Seed Beauty, enquanto as vendas são realizadas por meio da plataforma de comércio eletrônico Shopify. O marketing é feito pelas redes sociais da proprietária.

Por trás desse império está a mãe, Kris Jenner, que cobra uma taxa de administração de 10% para tomar conta das relações públicas e da contabilidade de todos os negócios relacionados às filhas. Além de Kylie, ela é a agente de Kim, Khloé e Kourtney Kardashian - as meia-irmãs de Kylie são donas da KKW, outra empresa que se resume à marca e terceiriza a produção.