Antonia Fontenelle é acusada de homofobia após críticas a gays

Redação - O Estado de S.Paulo

'Não dependo da ditadura de m*** de vocês pra viver, me respeitem', afirmou a apresentadora que foi alvo de diversos comentários nas redes sociais

Antonia Fontenelle

Antonia Fontenelle Foto: Instagram / @ladyfontenelle

A apresentadora Antonia Fontenelle causou polêmica e foi acusada de homofobia em suas redes sociais após publicar um desabafo nos stories de seu Instagram.

Tudo começou quando Antonia comentou "que bonitinho" em um vídeo que mostrava Clebson Teixeira, namorado de Lulu Santos, pedindo o cantor em casamento em pleno palco de seu show.

"Eu achei muito bonitinho o jeitinho carinhoso dele e comentei "Que bonitinho', do fundo do meu coração. Aí comecei a ver agora um monte de marcação, [de que eu deveria] ter feito um texto gigante a respeito do que vi. Olha, vou dizer uma coisa a vocês: vocês querem respeito? Então vocês tem que respeitar, também! Tão pensando o que? Que vou me render à ditadura de vocês?", se irritou.

Em seguida, prosseguiu: "Que agora tem que rezar a cartilha de vocês? Tem que falar tudo do jeitinho que vocês querem? Vão pra casa do c***! Vocês me respeitem que o buraco aqui é bem mais embaixo! Vocês tem que aprender a respeitar as pessoas! Que m*** é essa?"

Na sequência, Antonia citou artistas que passaram por polêmicas recentes envolvendo seu posicionamento em relação ao público LGBT.

"Não me chamo Nego do Borel, não me chamo Ludmilla, não me chamo Anitta, não me chamo 'pessoas que dependem de vocês', da ditadura de m*** de vocês pra viver, tá? Me respeitem. Vocês querem respeito, vão ter que respeitar."

"O que é isso? Os valores tão todos invertidos agora? As coisas tem que ser do jeito que vocês querem? Tem que bater continência pra vocês? Tem que passar e baixar a cabeça pra vocês? Me respeitem também, c***! Que m***!".

Na tarde desta segunda-feira, 28, Antonia publicou um novo story, em que escreveu: "Tudo se resume no respeito, independente de cor, raça ou orientação sexual. Não sou obrigada. Meus amigos gays trabalham e são educados. [...] Nenhum movimento pode ser forte se não houver respeito e dignidade"

Os comentários de Antonia Fontenelle renderam inúmeras críticas nas redes sociais. Confira algumas reações abaixo: