Anne Hathaway sobre ganhar um Oscar: 'Tentei fingir que estava feliz e não deu certo'

- O Estado de S.Paulo

Atriz revela que ainda estava desgastada pelo papel de Fantine em 'Os Miseráveis'

Anne Hathaway ganhou um Oscar em 2013 por seu papel em 'Os Miseráveis'.

Anne Hathaway ganhou um Oscar em 2013 por seu papel em 'Os Miseráveis'. Foto: John Shearer/Invision/AP

Ganhar um Oscar é a maior realização da vida de um ator, certo? Nem sempre. Anne Hathaway disse que fingiu estar feliz quando recebeu o prêmio, em 2013, de melhor atriz coadjuvante por seu papel em Os Miseráveis.

Na história, sua personagem, Fantine, tem uma vida sofrida, vende seus cabelos e dentes e é obrigada a se prostituir para sustentar sua filha. Por conta de um papel tão forte, Anne revelou ao jornal The Guardian que ainda estava desgastada do filme.

"Eu me senti muito desconfortável. Eu meio que estava com cabeça no filme e ainda não havia me desligado. E então eu tive de ficar de pé em frente às pessoas e sentir algo que eu não senti, que é a felicidade. É uma coisa óbvia, você ganha um Oscar e você deveria ficar feliz. Eu não me senti assim", contou a atriz à publicação.

Hathaway revelou que fingiu estar feliz para as pessoas e para as câmeras, mas que não acha que se saiu muito bem: "Eu tentei fingir que estava feliz e não deu certo. Essa é a verdade e foi isso o que aconteceu. É uma droga. Mas o que você aprende disso é que você apenas sente que pode morrer de tanto constrangimento, você não morre de verdade", disse. 

Ela completou dizendo que seu traje de gala não a deixou confortável e contrastava com seu papel no longa: "Eu me senti errada usando um vestido que custa mais do que muitas pessoas vão ganhar em toda sua vida, e ganhando um prêmio por interpretar uma dor que ainda é muito sentida para boa parte da nossa experiência coletiva como seres humanos".