Anitta posta desabafo sobre queimadas na Amazônia e questão indígena

Redação - O Estado de S.Paulo

'Se um indígena chegar na minha casa e pedir para dormir no meu quarto, vou me sentir na obrigação de falar: 'querido, entre'', afirmou cantora em seu Instagram

Anitta

Anitta Foto: Instagram / @anitta

A cantora Anitta usou os stories de seu Instagram para publicar um desabafo sobre a situação das queimadas na região da Amazônia, e aproveitou para falar também sobre a questão indígena no Brasil.

"Primeiro de tudo: pensa aí: antes do seu tataravó, bisavó, sabe quem estava aqui no Brasil? Os indígenas. Então não existe isso de fazendeiro, fulano, beltrano, achar que alguém pode ser dono da terra que o índio está ali morando", começou Anitta.

Na sequência, continuou: "No caso, a terra do nosso Brasil inteiro é do índio, porque, quando chegaram, quem estava aqui? Os indígenas. Aí eles foram escravizados, roubados, invadidos e assassinados. Aí sim as terras passaram a não ser mais dos indígenas."

"Antes de Pedro Álvares Cabral chegar no país, as terras, quem estava tomando conta delas, se você for aplicar a lei do usucapião, de quem vai ser a terra? Dos índios. Então não existe isso de brigar [pela terra]. A terra é deles amor.", opinou a cantora.

VEJA TAMBÉM: Relembre as polêmicas nas quais a cantora Anitta já se envolveu

Instagram / @pabllovittar | Alexandre Schneider / Netflix / Divulgação | Instagram / @thenewclassic
Ver Galeria 26

26 imagens

Em sequida, Anitta sugeriu uma situação hipotética: "Se um indígena chegar na minha casa agora e pedir para dormir no meu quarto, vou me sentir na obrigação de abrir e falar assim: 'querido, entre'. Porque, antes de tudo, de chegarem e invadirem o território dos indígenas, eles estavam lá."

"Não existe motivo de ter discussão, porque eles estavam lá antes de todos nós. Se você não é descendente de indígenas, asism como eu não sou - provavelmente - você não pode dizer que a terra é sua. Porque eles estavam aqui antes de todo mundo chegar. Isso aí a gente aprende lá no ensino fundamental", complementou a cantora.

Por fim, Anitta concluiu: "Por mim deixava a Amazônia inteira ao cuidado dos indígenas, porque aí não estavam matando, acabando com a nossa floresta, nossos animais, com nosso único patrimônio, que é o pulmão do mundo. O mundo inteiro conhece o País por causa da Amazônia, da quantidade de verde que a gente tem."

Horas depois, a cantora retornou aos stories para negar que sua opinião tenha a ver com seu posicionamento político: "Não sou de esquerda, não sou de direita. Não sou apoiadora de PT, de Bolsonaro, de ninguém. Já que vocês gostam de dar audiência para coisa baixa... Eu sou de quatro, de lado, de frente, de costas, isso daí eu sou."

"Não me interessa quem 'tacou' fogo, se foi a seca, se foi fulano, se foi beltrano. O que importa é a pessoa resolver a questão", continuou.

Artistas falam sobre as queimadas na Amazônia

Artistas internacionais como Leonardo DiCaprio e os cantores Lauren Jauregui e J Balvin também usaram seu Instagram para compartilhar sua preocupação com a Amazônia.

Diversas personalidades brasileiras fizeram o mesmo. "Que Deus proteja nossa floresta", postou Luan Santana

O cantor Nego do Borel, condenado a pagar indenização de R$ 20 mil a um motorista de aplicativo recentemente, publicou um story: "Luto: por todos os animais queimados vivos na Amazônia".

Nomes como Fernanda Souza, Eliane Giardini, Leticia Sabatella, Giovanna Ewbank e Alinne Moraes também fizeram publicações sobre a Amazônia. Confira abaixo: 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Although I’ll admit prayer helps me breathe most days, It can’t quite do the same job the Amazon in Brazil does for the human populace (not to mention all the life forms on this planet that also need oxygen to survive.) The Amazon has been burning for the past almost 3 weeks with little to no media coverage. The Amazon is responsible for 20% of our oxygen. Gaia is screaming. We are truly so disrespectful to our children, and our grandchildren, and their children. Awareness is one thing but I truly wanna know when we’re all going to wake up and feel the poison in our lungs. I honor mama Gaia today and pray for our collective healing and growth towards understand that this is our only home. We borrow it from our children, and the mess we have made on it is so carelessly destructive. All in the name of the almighty dollar. It alarms me that so many in possession of power on this planet truly do not care about or even believe in the crisis we face. It pains me that they continue to deny, suppress truth and spew out false information. To roll back policies that protect our environment and native people’s rights all while profiting off the lands and people they continue to destroy. What is happening in the Amazon, what is happening in Hawaii, is all connected. We should all be paying very close attention to the way our chosen leaders treat the planet we live on and only have one of. We should be very very aware during election season so closely upon us, but we should also be figuring out ways to be conscious of our environment and our interaction with it every day. My heart hurts for all the animals whose homes have been destroyed, for all of the indigenous peoples who have been affected by the loss of this land, for all of the unique plant life and beauty that we have just lost as a collective family on this planet. Offering up all the healing energy I can muster. ❤️✨

Uma publicação compartilhada por Lauren Jauregui (@laurenjauregui) em

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

#Repost @toyamontoya with @get_repost ・・・ SI ESTO ESTÁ PASANDO ! SI ES ATERRADOR - A todos los interesados, abrumados que quieren enterarse cómo ayudar que se puede hacer que mitigue, que regenere, acá va una lista de gente muy seria con mucha experiencia en la conservación Amazónica- contactarlos, apoyarlos informarnos. Que no se quede esto en un post, en un instastory o en un Estas son las ong en Colombia: WWF, The Nature Conservancy, Conservación Internacional, Fundacion Tropenbos, Amazon Conservation Team, Gaia Amazonas, Fundacion Puerto Rastrojo, Wildlife Conservation Society (WCS), Fundacion para la Conservacion y el Desarrollo Sostenible, Fundacion Natura, Etnollano en el Area del cooredor AAA: Instituto Socioambiental (Brasil), Instituto de Pesquisa e Formação Indígena (Brasil), Fundacion Gaia (COLOMBIA), ECOCIENCIA (Ecuador), Naturaleza y Cultura (Ecuador), Wataniba (Venezuela), Instituto del Bien Comun (Peru), Sociedad Peruana de Derecho Ambiental (Peru), Guyana Society for Biodiversity and Ecosystems (Guyana) @gaiaamazonas @margomezsoto @carocarohv @habitat.sur @quiasma #repost @organizmo_design_build

Uma publicação compartilhada por J Balvin (@jbalvin) em

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

que Deus proteja nossa floresta ♥️

Uma publicação compartilhada por Luan Santana (@luansantana) em

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Eliane Giardini (@elianegiardinioficial) em

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Giovanna Ewbank (@gio_ewbank) em

As queimadas na Amazônia

O presidente Jair Bolsonaro (PSLlevantou suspeita sobre ONGs por queimadas na Amazônia nesta quarta-feira, 21. 

"Pode estar havendo, não estou afirmando, ação criminosa desses 'ongueiros' para exatamente chamar a atenção contra a minha pessoa, contra o governo do Brasil. Essa é a guerra que nós enfrentamos", afirmou.

Em nota divulgada à imprensa, a coordenação do Observatório do Clima, que reúne cerca de 50 ONGs em prol de ações contra as mudanças climáticas, reagiu às insinuações afirmando que o "recorde de queimadas reflete a irresponsabilidade de Bolsonaro".

O governo Bolsonaro, ao mesmo tempo em que acusa a Noruega de matar baleias e a Alemanha de acabar com suas florestas, continua a usar o dinheiro doado pelos dois países europeus para combater os incêndios que se alastram pela floresta amazônica. (Leia mais aqui).

O número de focos de incêndio em todo o Brasil em 2019 já é o maior desde 2013. Segundo um estudo, o aumento no número de queimadas está relacionado à alta de desmatamento.