Angelina Jolie e Brad Pitt chegam a acordo por custódia de filhos

Redação - O Estado de S.Paulo

Advogada da atriz não deu detalhes sobre como a guarda seria dividida

Angelina Jolie e Brad Pitt, em julho de 2013, com três dos seis filhos no aeroporto de Tóquio.

Angelina Jolie e Brad Pitt, em julho de 2013, com três dos seis filhos no aeroporto de Tóquio. Foto: Yoshikazu Tsuno/AFP

Angelina Jolie e Brad Pitt chegaram a um acordo sobre a custódia de seus seis filhos, disse Samantha Bley DeJean, advogada da atriz, nesta sexta-feira, 30.

As negociações já duravam mais de dois anos e, segundo o site norte-americano The Blast informou na semana passada, os atores estariam próximos de um acordo.

"Um acordo de custódia foi acertado há semanas e foi assinado por ambas as partes e pelo juiz", disse a advogada em comunicado à Reuters.

A nota, porém, não informou como a custódia seria dividida, e a porta-voz de Angelina se recusou a dar detalhes. "O acordo, que é baseado nas recomendações do avaliador de custódia infantil, elimina a necessidade de um julgamento. A ação e os detalhes do acordo são confidenciais para proteger os interesses das crianças", afirmou. Representantes de Brad Pitt não comentaram o caso de imediato.

Angelina entrou com pedido de divórcio em setembro de 2016, depois de dez anos juntos e dois de casamento, o que chocou o mundo das celebridades. O casal, conhecido como Brangelina, travou uma amarga disputa pela guarda dos seis filhos, sendo três biológicos e três adotados.

Com informações da Reuters