Amigos disseram para Meghan Markle não se casar com o príncipe Harry; entenda

Redação - O Estado de S.Paulo

Conselho de três anos atrás tinha a ver com os holofotes sobre a família real britânica; recentemente, a duquesa processou jornal por violação de privacidade

Meghan Markle e o príncipe Harry.

Meghan Markle e o príncipe Harry. Foto: Frank Augstein / AP

Meghan Markle revelou que foi avisada pelos amigos para não prosseguir com o seu relacionamento com o príncipe Harry, em 2016, devido ao comportamento da imprensa britânica. A afirmação se deu em umas das cenas do documentário da emissora ITV sobre a recente viagem do casal pela África, divulgado no domingo, 20. 

"Meus amigos ficaram muito felizes quando eu conheci meu agora marido, porque eu estava muito feliz. Mas alguns me disseram: 'Tenho certeza que ele é ótimo, mas você não deveria casar, porque os tablóides britânicos destruirão sua vida'", disse. 

Ela confessa que na época não entendeu, mas recentemente sentiu na pele o conselho quando processou o jornal Mail, no fim de setembro, por publicar uma carta íntima que ela enviou ao pai no começo deste ano.

"O que mais sei até agora é que nunca pensei que isso [entrar para a família real britânica] seria fácil. Mas achei que seria justo. E essa é a parte que é realmente difícil de conciliar [vida pessoal com os holofotes]", afirmou, em um raro momento no qual fala sobre sua relação com o príncipe Harry.

VEJA TAMBÉM: Normas da realeza que Meghan Markle quebrou

Chris Jackson/PA via AP
Ver Galeria 7

7 imagens

Entenda o processo de Meghan contra o jornal britânico

O escritório de advocacia Schillings, responsável pela ação da duquesa contra o Mail, alega que a publicação do tablóide é uma "campanha para publicar histórias falsas e deliberadamente depreciativas sobre ela, bem como sobre seu marido".  

O processo judicial aponta que o veículo de imprensa violou a privacidade e os direitos autorais de Meghan Markle.

Em uma longa declaração, o príncipe Harry disse que sua esposa se tornou uma das mais recentes vítimas de uma imprensa britânica de tablóides que realiza campanhas contra indivíduos sem pensar nas consequências. 

O duque de Sussex lembrou do episódio envolvendo a mãe, a princesa Diana, quando morreu em um acidente de carro em 1997, ao ser perseguida por paparazzi. “Vi o que acontece quando alguém que eu amo é transformada em uma mercadoria a ponto de não ser mais tratado ou visto como uma pessoa real. Perdi minha mãe e agora vejo minha esposa sendo vítima das mesmas forças poderosas”, acrescentou.

Em fevereiro deste ano, George Clooney, amigo de Meghan e Harry, expressou preocupação em relação ao que ele considera uma perseguição da mídia contra a duquesa de Sussex.

VEJA TAMBÉM: Fotos de membros da família real quando bebês

AFP/Isabel Infantes
Ver Galeria 9

9 imagens