Amber Heard ironiza político australiano com dupla nacionalidade

Redação - O Estado de S.Paulo

Em 2015, o mesmo político ameaçou sacrificar cachorros da atriz porque tinham sido trazidos de fora da Austrália

Em 2015, um senador australiano ameaçou sacrificar cachorros de Amber Heard porque os animais eram de outros países. 

Em 2015, um senador australiano ameaçou sacrificar cachorros de Amber Heard porque os animais eram de outros países.  Foto: REUTERS/Mario Anzuoni

Na última segunda-feira, 14, Amber Heard mandou uma mensagem para Barnaby Joyce, um senador da Austrália, com uma boa dose de ironia. Há alguns dias, a Justiça do país descobriu que ele tem dupla nacionalidade - australiana e neozelandesa - o que, de acordo com a constituição da Austrália, é um impedimento para uma pessoa ocupar um cargo público no país.

"Para confortar Mr. Joyce nessa hora de necessidade, eu mandei uma caixa dos melhores kiwis da Nova Zelândia - assumindo que eles passem pelas suas leis de biossegurança", tuitou Heard.

 

 

Em 2015, Joyce ameaçou sacrificar Pistol e Boo, os cachorros de Johnny Depp e Amber, se não deixassem o país. Eles foram trazidos de outros países, contrariando as leis australianas de biossegurança.

Se a suprema corte da Austrália decidir que ele é culpado, Joyce vai se tornar inelegível para senador.