'Eu sempre senti que era queer', afirma atriz Tilda Swinton

Redação - O Estado de S.Paulo

Em entrevista à Vogue, a artista britânica fala sobre seu processo e suas influências

A atriz britânica Tilda Swinton conta que encontrou seu mundo queer

A atriz britânica Tilda Swinton conta que encontrou seu mundo queer Foto: Susan Wright/The New York Times

A atriz britânica Tilda Swinton revelou em entrevista à Vogue que se identifica como queer. A descoberta veio com os anos, as vivências e a amizade com outros artistas. Ela destaca como catalisador desse processo a sua relação com o falecido Derek Jarman e suas performances queer no cinema.

“É bem claro pra mim que ser queer tem a ver com sensibilidade. Eu sempre senti que era queer – eu estava somente procurando pelo meu circo queer, e eu achei. E tendo achado, é o meu mundo”, disse.

Tilda falou sobre outros artistas que também fazem parte desse mundo. “Agora tenho uma família com Wes Anderson, tenho uma família com Bong Joon-ho, tenho uma família com Jim Jarmusch, tenho uma família com Luca Guadagnino, com Lynne Ramsey, com JoannaHogg.”

Outra personalidade importante para ela é o estilista Karl Lagerfeld. "Eu tive essa linda conexão com Karl Largerfeld, que sempre foi misterioso para mim pois eu era um grande camarão, como um amigo me chamou uma vez, e ele estava trabalhando naquele diferente império exótico. Isso foi o que me levou ao meu relacionamento com a Chanel, que continua a me inspirar”, conta a atriz.