Youtuber joga líquido em desconhecidos e gera revolta; entenda

Redação - O Estado de S.Paulo

Caso ocorreu no Reino Unido, que tem média de dois ataques com ácido por dia

Arya pegou pessoas desprevinidas em tarefas cotidianas

Arya pegou pessoas desprevinidas em tarefas cotidianas Foto: YouTube / @ItzArya

Um youtuber inglês recebeu uma onda de críticas após fazer pegadinha em que joga água no rosto de pessoas nas ruas de Londres. A brincadeira acontece no momento em que a polícia do Reino Unido registra aumento no número de ataques por ácido.

Arya Mosallah publicou o primeiro vídeo em junho de 2017 e postou outro neste mês de janeiro de 2018. No começo do vídeo ele avisa aos internautas que estão assistindo que há água no copo, porém as pessoas que são vítimas da brincadeira não sabem e ficam irritadas.

A polícia do Reino Unido comunicou que o país possui uma das taxas mais elevadas de ataque com ácido no mundo. Em um período de seis meses até abril de 2017, foram registrados 400 casos, o equivalente a dois registros por dia. As fontes oficiais acreditam que esse número seja ainda maior e que cresce cada vez mais.

Por isso, muitos internautas condenaram a brincadeira de Arya. No entanto, em nenhum momento ele afirma que a pretensão da pegadinha é fazer com que as pessoas atacadas pensem que se trata de um ataque com ácido.

Ele promete gravar novo vídeo caso atinja 150 mil curtidas. Até o momento da publicação desta matéria, ele contabilizava aproximadamente 74 mil.

Confira alguns comentários:

Tradução: Alguns desses youtubers perderam a mão. Brincaram com suicídio e agora com ataque com ácido? Isso é traumatizante.

Além disso, sair jogando água em pessoas na rua é uma agressão, não apenas uma brincadeira.

Tradução: Eu assisti o vídeo e em momento algum ele afirma que era uma pegadinha de ataque com ácido. Ele estava claramente se divertindo um pouco jogando água nas pessoas. Não sei de onde vem essa ideia de 'ataque de ácido'.

Tradução: O fato é que as pessoas que tiveram água jogada em sua cara não imaginavam que estavam em uma brincadeira e tiveram todos os indícios para crer que era ácido.

O vídeo divulgado por Arya neste janeiro foi removido. O YouTube informa que tomou a medida porque o vídeo "viola a política do YouTube relativa a assédio e bullying". No entanto, o primeiro vídeo do youtuber, publicado em junho de 2017, continuna no ar. Confira:

 

 

Veja também: Pegadinhas de youtubers que viraram caso de polícia