Warner Bros. reprime eventos temáticos de Harry Potter por fins comerciais

redação - O Estado de S.Paulo

Festivais estão proibidos de usar quaisquer 'nomes, lugares ou objetos' associados à saga do bruxo

Em outubro de 2014, estudantes do Chestnut Hill College, na Filadélfia, comparecem ao festival anual de 'Harry Potter'.

Em outubro de 2014, estudantes do Chestnut Hill College, na Filadélfia, comparecem ao festival anual de 'Harry Potter'. Foto: David Swanson/The Philadelphia Inquirer via AP

A Warner Bros. está reprimindo festivais temáticos de Harry Potter nos Estados Unidos, atitude que deixou os fãs desapontados. A nova regra veio com a alegação de que é preciso evitar atividade comercial não autorizada - e que não rende faturamento para a empresa.

Com a decisão, os festivais estão proibidos de usar quaisquer "nomes, lugares ou objetos" associados à saga do bruxo. Todos os nomes, personagens e marcas são registrados pela Warner.

Os organizadores dos eventos dizem que vão transformar os encontros em celebrações genéricas de magia. Um festival da Filadélfia, por exemplo, vai passar a usar um tema mais vago, algo como "varinhas e magos".

"É quase como se a Warner Bros. fosse assumida por Voldemort, tentando usar magia negra para destruir a luz de uma pequena cidade", disse Sarah Jo Tucker, de 21 anos, do Chestnut Hill College.

O local é palco de um torneio de quadribol, famoso jogo que aparece no primeiro filme, em que os participantes usam vassouras para se mover pelo campo. Na vida real, também há vassouras - ou, ao menos, um longo bastão entre as pernas, mas com os pés no chão.

Na internet, os fãs da saga de J.K. Rowling se manifestaram sobre a proibição da Warner. "Isso é tão triste. A nossa família adorou o Wizarding Weekend [Fim de Semana da Bruxaria, em tradução livre] em Ithaca no ano passado. Warner Brothers certamente ganha dinheiro suficiente com a franquia de Harry Potter sem ter que encerrar esses festivais (e lojas e jantares... Sim, mesmo jantares!)", escreveu uma internauta no Twitter.

"Estou no aeroporto vendo uma reportagem sobre como eles estão proibindo festivais temáticos de Harry Potter ao redor do mundo porque é ilegal realizá-los se não há objetivo comercial. O mundo é patético", escreveu outra pessoa.